Tutoriais

Tutorial: manipulação e pintura no Photoshop com o sapo robótico

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Nesse tutorial de “Meowza”, você vai aprender como usar o Photoshop para criar a ilustração surreal do sapo robótico. Durante o trabalho o autor escolheu usar as ferramentas mais básicas do programa, sendo então interessante para os menos experientes como uma introdução às manipulações intermediárias / avançadas. As técnicas mesclam manipulação fotográfica com pintura digital, como ao criar sombras e iluminações.

O primeiro passo é conseguir as imagens. Se quiser usar o mesmo sapo, você pode baixá-lo no iStock (ao preço de aproximadamente US$5,00). Vai precisar também de uma imagem de libélula e das peças cromadas.

Para encontrar imagens apropriadas, procure em bancos de imagem. Há muitos por aí, alguns pagos e outros tantos grátis. Veja uma lista de bancos no artigo 25 Bancos de Imagens Gratuitas (Stock Images) + Bônus.

Esse é o resultado final:

Tutorial sapo-robô concluído

Com as imagens que farão parte da composição escolhidas, abra todas no Photoshop em arquivos separados. Isso pode lhe dar uma visão geral do que obterá. A escolha dessa imagem do sapo foi fácil, afinal ela é limpa, com uma perspectiva interessante, e as formas podem ser facilmente reconhecidas como um sapo mesmo depois da “transformação” com partes cromadas.

escolha de imagens

Faça a extração das partes utilizáveis do metal. Usando a ferramenta Laço, crie seleções que não precisam ser muito precisas e copie as partes. Cole-as em um novo documento do Photoshop e salve. Você pode juntar partes de várias imagens nesse arquivo que serve como “biblioteca de recursos”.

partes metálicas

Para começar a montagem, aplique segmentos do metal e use a transformação no modo distorcer (menu Transformar > Distorcer). Vá arrastando os pontos de ancoragem e tentando adaptar as partes à forma do sapo, como na imagem. Siga os contornos enquanto adapta as peças cromadas e certifique-se de que, ao concluir a transformação, a parte original (do animal) continua reconhecível em sua forma.

partes cromadas na cabeça do sapo

Continue cobrindo outras áreas seguindo o mesmo procedimento: pegue partes cromadas, transforme, adaptando-as às formas do sapo. Selecione segmentos do metal que mais se assemelhem à forma que vai recebê-la, isso ajuda a transformar com o mínimo de distorção depois.

Pode ajudar se você aplicar as partes que estão mais longe da visão da câmera (por assim dizer, o “fundo” do sapo), então ir aproximando. Tente trabalhar com a estrutura básica primeiro, como junções. O resto virá depois.

cobrindo partes importantes com metal

Para a boca, precisaremos de algo ligeiramente diferente. Foi usada a imagem de um cano cromado, que pelo formato alongado seria mais facilmente adaptado ao desenho da boca. Copie e cole o segmento do cano e cole na figura do sapo, usando a transformação para posicioná-lo ainda de forma imprecisa. A imagem foi duplicada (Ctrl + J) e posicionada na cabeça para criar a porção mediana.

canos de metal para boca e cabeça

Então, basta fazer os ajustes. Foi usada a ferramenta Borrar (Smudge) com bastante pressão – entre 70 e 80% – para arrastar as cores e dexiar como visto na imagem. Faça isso com ambos os canos, tentando mesclá-los da melhor forma possível à figura.

usando ferramenta Smudge

Quando estiver satisfeito com o posicionamento das partes metálicas, o passo seguinte é aplicar algumas luzes e sombras para separar melhor os segmentos. Comece com as sombras, usando a ferramenta Pincel, em 100% de opacidade, para pintar de preto as sombras em uma nova camada diretamente acima de cada camada de metal.

Depois, use a ferramenta Borrar com pressão em 60 e 70% para suavizar as sombras. Seguindo os contornos de cada peça, modele as sombras. As sombras devem dar à nossa figura mais profundidade para ajudar no efeito de isolamento e destaque de cada parte do sapo.

sombreando

Para acentuar as sombras, adicione luzes. De novo com o Pincel, agora com tinta branca e em 100% de opacidade, pinte algumas iluminações básicas nas bordas e áreas que deveriam ter mais contraste. Faça como antes: use novas camadas acima de cada parte metálica.

Outra vez use o Borrar para suavizar e dar forma aos novos reflexos e luzes.

pintando luzes

Algumas partes do sapo “orgânico” vão continuar aparecendo. Para limpar isso foi usada a ferramenta Carimbo. Nesse ponto pode ser uma boa ideia desligar a visibilidade de todas as camadas exceto a do sapo.

Crie uma camada acima da original do sapo e com a ferramenta Carimbo, certifique-se de marcar a caixa “Todas as camadas”, no alto da tela. Segure a tecla Alt e clique num ponto de onde vai copiar, então “clone” por cima das rebarbas do sapo, ou até ele todo.

apagando o sapo

Para deixar a imagem mais interessante, o autor decidiu criar uma ilusão na pele do sapo se abrindo para revelar o metálico. Em uma nova camada logo acima do nosso fundo, pinte a parte interna da pele, onde ela se abre. Com o Pincel em 100% de opacidade, cor marrom próximo a da pele, mapeie a região que a pele vai cobrir.

mapeando área da pele

Selecione um tom mais escuro da pele original e pinte sem muitos detalhes uma área de sombra. Então use a ferramenta Borrar com pressão entre 60 e 70% para suavizar essas sombras.

suavização das sombras

O ideal era usar a própria textura do sapo para essa pele criada, então abra a imagem original do sapo em um novo documento e usando o Laço, selecione as beiradas de pele e copie. Cole o conteúdo em nosso robô-sapo e use a transformação tipo Distorcer para adaptá-la à área que criou antes (de onde o sapo “sai de dentro”).

Como em passos anteriores, use sombras e luzes para acentuar o relevo.

criando textura da pele

Para a sobra de pele nos braços, selecione o braço original e copie-o para uma nova camada. Use Borrar (80 a 90%) para modelar como se fosse uma luva de pele. Então use tons mais claros ou escuros da pele original para sombrear e iluminar. Complete com mais Borrar para suavizar onde for preciso.

criando sobras de pele

Para melhorar a textura, copie a pele original do sapo e cole em uma nova camada, diretamente acima da camada em que estiver o braço que acabou de editar. Ajuste essa camada de textura no modo de mesclagem Sobrepor. Isso deve dar uma textura mais rústica e original do que a suave feita pelo Borrar. Apague os excessos com a Borracha.

textura no braço

A seguir, um pouco mais de metal. Para adicionar reflexos dos elementos entre si, copie partes próximas do metal e cole numa nova camada, posicionando e transformando para a forma de onde está refletida. Baixe também a opacidade da camada. Isso vai melhorar muito o efeito metalizado.

No exemplo abaixo, o autor começou duplicando a válvula de metal, então reduziu sua opacidade para 50% e usou a transformação Distorcer para moldá-la ao elemento em que está refletida.

efeitos de reflexo

Por fim, elementos adicionais que estão ajudando a segurar a pele do sapo: um par de libélulas. Depois de encontrar a imagem ideal, extraia-o e cole em uma nova camada no documento em que estava trabalhando.

libélula

Foi usado do desfoque do tipo Movimento (Filtro > Desfoque > Desfoque de Movimento) para simular movimento das asas. Faça o mesmo com ambas as libélulas.

Trabalho completo, veja de novo o que deve obter:

Tutorial sapo-robô concluído

Original: The making of a robotic frog, via Worth1000

Anúncios Google

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

1 Comentário

Deixe um Comentário

Pin