Photoshop

Tutorial de pintura digital: cowgirl pinup cartoon

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Nesse tutorial do canadense Jim Zubkavich, vamos acompanhar o desenvolvimento de uma arte em estilo cartoon com o tema pinup. Todos os passos serão vistos, desde a criação do esboço, ainda em papel, passando pelo traçado (line art), até a colorização e finalização no Photoshop.

O autor mostra ainda como configurar os pincéis. Além do desenho e pintura, ele usa uma textura aplicada ao fundo para obter um efeito de aquarela, e mostra como suavizar o traçado e o encontro entre as áreas de iluminação e de cor.

O resultado é excelente, com muito conhecimento será agregado no processo.

Para conferir mais trabalhos do artista, visite seu perfil no deviantART.

Passo 1: preparação do line art

Depois de procurar na internet algumas ilustrações e fotos para servir de referência, decidi esboçar uma cowgirl em frente a uma antiga bomba de combustível. Este primeiro esboço é pequeno, com cerca de 600 x 850 px, feito bem de leve sobre um fundo branco, usando um pincel com caneta azul.

Primeiro esboço ainda em papel

Depois, o esboço é redimensionado ao tamanho tradicional de 2550 x 3000 px (8,5 x 11 pol, a 300 dpi), e impresso em papel cartão Bristol para quadrinhos, cortado no tamanho certo.

Segundo esboço

Usando o esboço impresso suavemente como base, a peça é redesenhada e refinada a perspectiva e a construção, enquanto o autor tenta manter a atmosfera do esboço intacta. Com um pouco de descuido a peça pode passar rapidamente de um ótimo rascunho para um desenho duro e esquisito. Tome cuidado e dedique o tempo que for preciso.

Algumas vezes esse segundo esboço é limpo e bem ajustado para ser trabalhado como base. Se estiver fazendo uma ilustração totalmente digital, sem ter o line art isolado, poderia pintar direto sobre as linhas. Como o autor sabe o que quer, o line art pode ser menos suave para simular um desenho animado; decidiu então repetir o processo e tornar as linhas mais sólidas.

Enfim o desenho foi reescaneado, clareado mais e reimpresso no mesmo tipo de papel para obter um terceiro modelo, ainda mais sólido.

Último traçado, pronto

Já sabendo onde cada elemento deve estar na peça final, podemos desenhar as linhas com confiança e focar nos detalhes como as costuras no coldres ou as dobras da calça. O line art final é escaneado em RGB 400 dpi ou maior.

Use o comando Selecionar > Intervalo de Cores > Tons de cinza, para remover toda essa cor. Então Imagem > Ajustes > Níveis, para escurecer as linhas enquanto mantemos o branco do papel. Siga então com um pincel duro, cor branca, e pinte sobre qualquer marca ou resíduo sobre o papel. Uma amolação, mas que dará ao trabalho um aspecto bem mais profissional do que se seguíssemos sem esta etapa.

Paleta canais

Depois de dar um duplo clique sobre a camada de fundo (Background) para torná-la editável, siga à paleta de Canais e, enquanto segura Ctrl, clique sobre a miniatura do canal Cinza, selecionando toda a parte branca da camada. Pressione Del eliminando a área branca e ficando só com o traçado.

Clique no botão “Bloquear pixels transparentes”, uma pequena caixa quadriculada no alto da janela de camadas. Assim, só as linhas ficarão editáveis.

Line art isolado

Agora que temos o arquivo preparado, vamos para a colorização.

Passo 2: fundo

Há muitas formas de se pintar digitalmente, usadas de acordo com o projeto e estilo requerido. O mostrado aqui é apenas um, que reúne diversas técnicas do autor. O que não significa que sejam os melhores como verdade absoluta, ou o jeito “certo” de se fazer.

“Quando estou criando uma peça que envolve personagem e cenário, usualmente pinto primeiro o fundo, já que ele geralmente conduz toda a iluminação”, diz o autor. Resolvendo as luzes e cores de fundo, temos uma grande ajuda na escolha da paleta para o personagem.

Outra razão é que geralmente o personagem é a parte divertida da peça. Se você começar por ele, terá depois que lidar com a chatice de criar o fundo. É fácil tender a um certo desleixo nesse caso. É como comer a sobremesa antes do prato principal; vai arruinar seu apetite. Então, termine o fundo primeiro, e a empolgação de terminar o personagem o manterá motivado.

O artista usa uma tablet Wacom com a sensibilidade da caneta ligada, para ter o máximo de controle sobre os pincéis. O fundo deve parecer pintado com aquarela, então nada de cores planas ou pinceladas muito mecânicas.

Nos ajustes de pincel do Photoshop, foram carregados os “Pincéis Naturais 2.abr”; entre eles, está um chamado “Watercolor 1”.

Pincéis watercolor Photoshop

Então, mude duas importantes configurações do pincel:

Ajustes do pincel

Em Opções do Pincel, clique em “Forma da ponta do pincel” e deslize a barra “Espaçamento” para um valor menor. Isto dá uma aparência mais suave e natural a pincelada.

Clique em “Outras dinâmicas” e ajuste o controle de “Tremulação da opacidade” para “Pressão da caneta”.

Agora temos um pincel de aquarela personalizado para usar na pintura de base. Salve o pincel se quiser usá-lo no futuro sem ter que repetir esses ajustes. Tente outras configurações da ferramenta pincel para conseguir uma variedade maior de pincéis.

Primeira etapa de pintura do fundo

Acima você vê a primeira etapa de pintura, com cores de base, em bloco, nas áreas maiores. O autor costuma trabalhar do fundo para a frente, ou seja, começa pintando os elementos mais distantes, e vai sobrepondo pintura nos que estão mais adiante. Neste caso, pintou basicamente o céu, depois seguiu para as montanhas e enfim para o solo.

Depois, um tratamento na bomba de combustível e na garota, como se eles não estivessem ali, pintando o que estaria através deles.

Primeiros detalhes na bomba de combustível e cadeira

A seguir, uma melhora na aparência da bomba, cadeira e balde, agora como se apenas a garota não estivesse ali. Foi criada uma camada acima do céu e solo, onde você pode facilmente mudar esses elementos ou ajustar suas cores independentemente das partes envolvidas.

Posição das camadas

Acima você vê as camadas neste ponto. O traçado “line art” está no topo das demais; após terminar cada elemento, salve o arquivo (formato PSD) para se assegurar de não perder nenhum progresso.

Primeiras sombras

No topo dessas camadas de cor na base, crie outra camada, em modo de mesclagem “multiplicação” e comece ali a pintar áreas de sombra: primeiro mais solto, apenas criando blocos em áreas de mais escuridão. Como o céu ficou num tom amarelado-avermelhado, foi usada uma paleta azul-púrpura para as sombras, sendo elas opostas daquelas cores.

Áreas iluminadas

Para evitar que tudo no lado esquerdo fique encoberto por sombras, coloque algumas luzes secundárias arroxeadas no balde e na bomba. Também adicione alguns pontos brilhantes no lado direito como luz primária.

Neste ponto está tudo certo, mas não está parecendo com aquarela. É onde a coisa vai começar a mudar 😉

Procurando na internet por “old paper texture”, foi encontrada uma textura em JPEG. Se preferir e tiver disponível, também pode escaneaar uma folha. Após ajustar um pouco o Brilho/Contraste (no menu Imagem > Ajustes > Brilho/Contraste), temos isso:

Textura

Colando esta textura no topo das camadas do trabalho, no modo Multiplicação, siga ao menu Imagem > Ajustes > Equilíbrio de cores, para torná-la mais avermelhadas. Assim ela fica mais ajustada na peça, que é carregada de laranja com marrom. O resultado:

Após aplicação da textura

A textura dá à pintura a aparência de aquarela, destacando também os pontos avermelhados.

Mais pintura, acima e abaixo da camada de textura

Neste ponto, comece a pintar acima e abaixo da camada da textura, adicionando mais definição e detalhes, ajustando as cores e o sentido de profundidade ao fundo, trazendo à tona pequenos detalhes.

Alguns pontos de destaque:

  • Com a opção “Bloquear pixels transparentes” ativada na camada do traçado, você pode pintar o traçado com cores suaves, dando mais mesclagem entre ela e a pintura. Um bom exemplo disso está nas montanhas, onde a luz ajuda muito a dar a sensação de profundidade. Cores tendem a ser mais suaves e menos saturadas quando o objeto está mais longe da visão. É chamado “perspectiva atmosférica”.
  • Quase todas as luzes mais opacas são feitas acima da camada da textura, para que não sejam suavizadas ou alteradas pela textura. Exemplos disso incluem as partes metálicas do balde e brilhos metálicos no bocal da bomba.

Passo 3: colorização do personagem

Como na pintura do fundo, há diferentes técnicas para pintar o personagem. O autor quer que ela seja relativamente simples nas cores, para se destacar com um estilo mais cartoon sobre o fundo mais tradicional. Sabendo disso antes da execução da peça, é mais fácil planejar e executar o trabalho. Claro que é possível ir planejando enquanto produz, mas vai requer experimentos no processo.

Um dos jeitos mais fáceis de começar é criando áreas de cor plana, isolando os principais componentes do personagem. Manter essas camadas separadas dará a você um meio rápido de selecionar tais áreas e fazer mudanças sem ter que mudar muita coisa junto. Leva algum tempo, mas o benefício vale o tempo investido.

Com a ferramenta Laço Poligonal, no modo Suavização de Serrilhado desligado…

Suavização de serrilhado desativada

…comece a separar cuidadosamente cada parte do personagem em partes. Veja abaixo uma ampliação de parte dessas camadas com áreas separadas do personagem e já coloridos. Sem a suavização do serrilhado, fica mais fácil de usar a Varinha Mágica e selecionar essas partes se for preciso. É uma boa prática.

Ampliação da área de cor

Foi usado o Balde de Tinta para preencher áreas de cor plana, testando diferentes combinações de cores até conseguir o que quero. Já que as áreas estão separadas por camadas, fica tudo bem flexível. Podemos também conferir se a personagem está se relacionando bem com o fundo, e se as sombras criadas atrás dela estão realistas.

As cores planas agem como cor de base para cada seção do personagem. Algumas vezes o autor começa com uma cor muito clara e vai adicionando mais sombras do que luzes. Nesse caso, decidiu começar com cores escuras, gerando áreas mais luminosas ao redor de seu corpo.

Após aplicação de áreas de cor e luz

Numa camada acima das cores planas, foi usado o Laço Poligonal (ou o Laço, se preferir) para pegar algumas áreas e preenchê-las com tons mais claros. Grande parte dos artistas digitais chamam esse estilo de de colorização de “cuts”. É crucial que você pense bem sobre as áreas que devem receber luz no corpo, baseando-se na luz criada a partir do fundo.

Nessa peça, a maior parte da luz vem do lado direito. Siga essa linha para iluminar a garota. Sombras projetadas como aquela sob sua bochecha e em seu ombro, lançada pelo chapéu, ajudam a tornar o trabalho mais sólido.

Mais uma etapa, com adição de detalhes, como os olhos

Pouco a pouco, mais elementos e detalhes foram adicionados. Quando começar os olhos, o personagem ganha personalidade. Para tornar a aparência geral mais suave, copie a camada dos tons mais claros, mude sua mesclagem para o modo Divisão, então siga ao menu Filtro > Desfoque > Desfoque Gaussiano, usando um valor baixo, de modo que o brilho gerado sobreponha levemente as cores ao redor. Se ficar muito forte, baixe a opacidade da camada.

Veja como ficou em ampliação de 200%:

antes da suavização de áreas de luz

Após suavização

Para as partes de metal na arma e cinto, apenas três cores: dois tons de cinza um pouco mais escuros, e um quase branco. Quanto maior o contraste entre os tons, mais metálico o objeto parecerá. Veja:

Pintura do cinto

Objetos reflexivos recebem uma grande quantidade de luz, pois tendem a refletir luz e cor nos objetos próximos. Nesse caso, o avermelhado na bomba de combustível reflete um pouco no chapéu da garota. O efeito é mais forte onde os objetos quase se tocam.

Detalhe da bomba de combustível e seu reflexo

Com a transparência bloqueada na camada do traçado, você pode colorizá-la para tornar os tons mais suaves em relação ao resto da ilustração. Abaixo você vê linhas suavizadas em seus lábios, sobrancelhas, pálpebras, chapéu e partes do cabelo.

Detalhes da colorização no traçado

Daqui em diante, apenas detalhes, adicionando luzes ou sombras e usando as cores planas para selecionar áreas mais importantes e ajustar suas cores ou saturação. Quando estiver satisfeito com a aparência geral, adicione uma assinatura e salve no formato PSD, caso queira editar mais tarde.

Por fim, achate as camadas e salve como um arquivo para impressão no formato TIFF.

O resultado final

Pintura digital estilo cartoon finalizado

Se preferir, acompanhe o tutorial original em inglês, por Kim Zubkavich:

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

1 Comentário

Deixe um Comentário

Pin