Tutoriais

Tutorial: Cenário Inspirado em Star Wars com o Photoshop

Anúncios Google

Nesse tutorial vamos usar diversas imagens e recursos como pincéis do Photoshop para criar uma cena inspirada em Star Wars. Apesar da escolha de cores mais fortes e dramáticas, é fácil notar a semelhança com as paisagens do planeta Tatooine.

Para uma melhor ambientação, escolhi fotografias do mesmo local dos sets de filmagem – a Tunísia, incluindo alguns Matmatas, habitações escavadas em rochas muito comuns dali. Adicionei também elementos do filme como naves e um grande planeta no céu. Não, não coloquei dois sóis.

Antes de começar, você pode buscar referências na internet para ter ideia do que vai criar. Essas são algumas imagens que achei inspiradoras e me baseei durante o trabalho (note que não são stock, não as reutilize).

Depois de alguma pesquisa em bancos de imagem e de ferramentas, essas foram as escolhidas:

Preparação da base

A base da imagem é a “Atlas mountain in Tunisia”. Abra-a no Photoshop e redimensione o papel, aumentando a altura para cerca de 2760 pixels (para aumentar o tamanho do papel, use o atalho Ctrl + Alt + C).

Com o papel maior, crie uma máscara na camada clicando no botão “Adicionar máscara de vetor” no rodapé da janela de Camadas. Use então a ferramenta Degradê, com as cores padrão (branco e preto) para mascarar a maior parte do céu da imagem. Deixe como visto abaixo.

Céu mascarado

Crie uma camada nova e posicione abaixo da anterior. De novo com a ferramenta Degradê, dessa vez com tons de azul celeste (claro e um pouco mais escuro na outra ponta), preencha a camada, formando um novo céu.

Céu preenchido com degradê de azul

Crie outra camada acima do céu e com outro degradê, agora de um azul ligeiramente mais escuro para azul celeste, faça como visto a seguir: escureça só a parte superior direita.

Degradê mais escuro de azul

Insira a outra imagem da Tunísia, das casas, e aplique um “virar horizontalmente” (menu Editar > Transformação”), redimensione (Ctrl + T) e posicione como visto na sequência.

imagem dos matmatas inserida

Use então uma máscara de camada para isolar a parte que deve aparecer. Use um pincel redondo com tinta preta sobre a máscara para ir escondendo o céu e os arredores. Nas partes mais difíceis, como no contorno do “teto”, use a ferramenta Caneta para criar uma seleção precisa antes de pincelar.

Vá trabalhando para tentar integrar as duas imagens, como se aquelas construções estivessem ali no primeiro plano. Ao final, é mais ou menos isso que você deve obter:

Imagens combinadas

O céu

Insira a imagem do planeta. Com a Ferramenta Elipse, no modo demarcador, crie uma marca redonda para “pegar” o planeta.

Elipse em torno do planeta

Então clique Ctrl + Enter para converter essa forma numa seleção, seguido de Ctrl + Shift + J para recortar o planeta isolado para uma nova camada. Exclua o resto e você tem o planeta no céu, em sua própria camada.

Redimensione-o, gire para deixar a área iluminada voltada para baixo e posicione-o no canto superior.

Planeta posicionado no céu

Claro que não vai ficar assim como se fosse uma figura recortada em papel. Insira os seguintes ajustes:

  1.  mude a mesclagem da camada para o modo Sobrepor (overlay);
  2. insira um Estilo de Camada do tipo Sobreposição de Degradê, de preto para branco, como visto a seguir.
  3. insira um Estilo de Camada do tipo Brilho Externo, como visto a seguir.

Sobreposição de degradê

Brilho externo do planeta

Aplique uma máscara na camada do planeta e pinte de preto com um pincel macio redondo na parte inferior, escondendo parcialmente a borda.

Adicione então uma camada de ajustes de Saturação (abra a janela Ajustes se ela não estiver visível, e clique no botão Matiz/Saturação). Remova quase toda a saturação do planeta.

Para a saturação sumir só no planeta e não na imagem toda, clique com o botão direito sobre a camada de ajustes e selecione “Criar máscara de corte”. Note que ela deve estar logo acima da camada do planeta.

Ajustes no planeta

Abra separadamente a imagem com naves de Star Wars. Use o Laço para selecionar e depois copie uma das Estrelas da Morte, e cole no arquivo em que estamos trabalhando. Redimensione se quiser, mude a opacidade da camada para cerca de 40% e coloque a mesclagem no modo Sobrepor.

Ela não é o destaque da composição, mas se você preferir, pode inverter sua posição e tamanho com o planeta, fique à vontade.

Estrela da Morte no céu

Com o pincel “Clouds” que baixou, usando a cor branca e numa nova camada posicionada abaixo da “Tunísia” e acima do céu, pinte nuvens em posições variadas. Vá mudando de pincel e testando opacidades. Crie sobreposições de nuvens perto do horizonte, onde elas são mais concentradas.

Criando as nuvens

Para clarear um pouco o horizonte, use a ferramenta Degradê (branco nas duas pontas e uma delas com opacidade 0) junto com uma máscara de camada para criar uma linha mais clara e desfocada.

Luminosidade próximo ao horizonte

Para enriquecer um pouco, um efeito de luz passando pelas nuvens. Crie uma nova camada abaixo das nuvens com o comando Nova Camada de Degradê (menu Camada > Nova camada de preenchimento > Degradê). Use um degradê do tipo Ruído, aspereza de uns 80%, e estilo Ângulo. Não importam as cores.

Degradê tipo ruído

Degradê tipo ângulo

Clique com o botão direito sobre a camada criada duas vezes: na primeira, selecione “Rasterizar” e depois “Remover máscara”. No que sobrou, remova a saturação (Ctrl + Shift + U) e mude a mesclagem para o modo Luz Indireta.

Aplique uma máscara de vetor na camada e com o pincel, trabalhe para esconder os raios em pontos em que seriam bloqueados pela nuvem, deixando alguns faixos chegar até o chão. Sugiro que esconda toda a parte superior e excesso. Teste alguns ajustes direto sobre o degradê, como níveis e curvas. Assim ficou o meu:

Luz passando pelas nuvens

Adicione as naves ao céu: naquela imagem de onde pegou a Death Star, recorte nas naves, cole no documento principal, redimensione, posicione e (importante) ajuste o nível de Matiz/Saturação delas.

Não precisa ser com camada de ajuste, só aplique um tom levemente avermelhado ou amarelado nelas. Quando fizermos o ajuste geral de cor, elas serão recoloridas desde que recebam esse ajuste agora.

Naves inseridas na imagem

Melhore o céu com algumas estrelas: crie uma camada logo abaixo do planeta. Com o pincel Stars que baixou antes, pinte alguns grupos de estrelas, sem exagerar já que na nossa cena é começo da noite ou início da manhã.

Para que não apareçam através do planeta (que está no modo Sobrepor e por isso revela alguns detalhes abaixo dele), crie uma seleção em torno do planeta, clicando na miniatura de sua camada enquanto segura Ctrl. Com a seleção criada e a camada das estrelas ativa, clique no botão “Adicionar máscara de Vetor”. Inverta a cor da máscara.

Pintando as estrelas e fazendo o mascaramento

Ajustes Finais

Acima de todas, aplique duas camadas de ajuste: a primeira de Matiz/Saturação, e a segunda de Curvas, como visto a seguir.

Ajuste de Matiz/Saturação

Ajuste de Curvas

Crie uma nova camada vazia acima de todas e siga ao menu Imagem > Aplicar imagem, para criar uma cópia mesclada de todo o conteúdo.

Aplicar imagem na nova camada vazia

Gostou das cores, achou maneiro como está? Pois vamos “destruir” tudo com um ajuste de Matiz/Saturação em cima da camada. Use o atalho Ctrl + U, marque a caixa “colorir” e aplique um tom azulado na imagem toda.

Ajuste de Matiz/Saturação sobre a camada

Agora sim vamos colorir com uma camada de Mapa de Degradê como essa abaixo. As cores que escolhi foram #290a59 e #ff7c00. A camada do Mapa foi colocada na mesclagem Matiz.

Aplicação do Mapa de Degradê

Se quiser tente mais ajustes. Acrescentei ainda uma camada de ajustes de Brilho/Contraste (elevando o contraste para +27). O meu concluído ficou assim:

Star Wars finalizado

O arquivo gerado no Photoshop está disponível para download com fins de estudo (17 MB, Mediafire). Baixe no botão abaixo e divulgue esse artigo numa rede social de sua preferência.

Dúvidas? Comentem.

Author

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

1 Comment

  1. Valeu mano, ajudou muito. Ótimo resultado, pena que o meu não ficou assim tão bom.. kkkkk

Write A Comment

Pin