Tags e Categorias: Diferenças e Efeitos no SEO de Seu Blog

2
1144

As tags e categorias servem para manter seus artigos mais organizados e acessíveis aos visitantes, mas é preciso saber usá-las em seus devidos lugares para não acabar confundindo mais seu leitor. Sem atenção, pode ser fácil empregar uma categoria não muito abrangente, que poderia render melhor resultado como tag, ou vice-versa.

As tags (ou rótulos) podem ser uma grande ajuda na navegação, se você entender o conceito básico que as diferencia das categorias. Mas é preciso cuidado - se for enfiando um monte delas e não evitar que a indexação seja feita duplicada, seu blog acaba ficando prejudicado frente aos motores de busca - além de atrapalhar quem estiver procurando conteúdos que você publicou. Felizmente há meios simples de resolver isso, como já venho aplicando em meus projetos e vou dividir aqui.

Comparação com um Supermercado

No meu ver, as tags ou categorias podem ser vistos como uma seção de um supermercado. Os produtos ficam divididos em áreas específicas, e dentro daquelas áreas, os produtos ficam separados de acordo com seu conteúdo: seção frutas, dentro dela a seção das uvas, morangos, etc.

Frutas e legumes
Organização ajuda a encontrar as coisas mais depressa

Digamos então que o blog é como o supermercado. Usando um post teórico, que se chamasse "Benefícios de Ter um Blog Otimizado", que ficasse na categoria "Otimização": é um termo abrangente, que pode agrupar vários tipos de postagens, tal como uma seção do supermercado, por exemplo, a de produtos matinais.

Mas dentro da seção de produtos matinais, temos vários produtos, como achocolatados, iogurtes, cereais, etc. Assim, o post também pode ter "rótulos" parecidos. Então, além da categoria "Otimização", você pode oferecer algo mais específico, que ajude o visitante a encontrar postagens com referências ao que foi citado no artigo; por exemplo "plugin", "código-fonte", "servidor" etc.

Essas tags, na nossa alegoria, seriam o equivalente as sub-seções da seção "Matinais", como os achocolatados, cereais, etc. Se o visitante quer procurar outros cereais, está ali bem a vista. Se quiser procurar produtos de outra seção, ele troca de categoria.

Ou seja: as categorias devem ser abrangentes, enquanto as tags são mais relacionadas ao conteúdo específico do post.

Pense nas tags como um meio de ajudar o visitante a encontrar conteúdo em seu blog, e não para conquistar mais visitas através da pesquisa por esses termos, pois como vamos ver adianta, não é uma boa ideia.

Conteúdo duplicado

O uso de tags, segundo especialistas em SEO, acaba prejudicando seu blog, já que os motores de busca fazem o rastreamento de seu conteúdo por todos os caminhos abertos. Então, se seus posts estão organizados com tags, é possível que uma postagem, como a nossa fictícia anterior, que esteja em www.seublog.com.br/beneficios-de-ter-um-blog-otimizado, acabe sendo indexado assim, e também pelo www.seublog.com.br/tag/plugin/beneficios-de-ter-um-blog-otimizado, e assim por diante. O que é horrível e não deve acontecer!

Para impedir isso, use algum plugin de otimização, como o All in One SEO, para WordPress (eu utilizo). Depois de instalar o plugin e ativá-lo, siga até sua página de configuração e marque as caixas que bloqueiam tags, categorias e arquivos.

Configuração do All in One Seo para evitar indexação duplicada
Configuração do All in One Seo para evitar indexação duplicada

Alguns sugerem que você permita a indexação de um dos dois caminhos, ou tags ou categorias, mas jamais os dois, como este post do Tudo Para WordPress. Além disso, algumas pessoas relatam grande entrada no blog através de páginas de tag - em minhas experiências, vejo um número bem pequeno. Fica a seu critério decidir como fazer.

- Publicidade -

Receba atualizações do Tutoriart

É grátis, e você pode escolher entre receber só sugestões sobre arte, design gráfico, Photoshop, etc, ou só sobre WordPress, blogging, design web, snippets, etc. Ou tudo, se preferir!

Quero assinar...
Ao assinar, você concorda com os Termos de Privacidade.

2 COMENTÁRIOS

  1. Digamos que um blog de concursos. Um post na categoria concursos 2016 e a tag Concurso INSS. Ficaria correto?

    Outra dúvida, conheci essa semana um plugin que retira a palavra "tag" da url ,ficando somente o nome da tag. Acha que pode ser útil?
    Abraços!

    • Como a categoria é a organização mais importante, acho que eu usaria categoria "Concursos", e tags "2016" e "INSS". É só imaginar qual a hierarquia de importância melhor pro seu caso.

      Não sei qual seria a vantagem de tirar a tag do url. Qual plugin é?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui