Ferramentas

Como instalar o WordPress num servidor local (WAMP)

Faça sua própria instalação local do WordPress para testes usando o WAMP
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

O WAMP (sigla de Windows, Apache, MySQL, PHP) é um pacote de softwares que disponibilizam um servidor completo operando em seu computador. Ele não é indicado para produção (como montar um servidor de fato, recebendo conexões externas), mas permite rodar scripts em linguagens “server-side” como PHP, que é a base do WordPress.

No PHP, uma ação do visitante, como solicitar uma página, resulta na geração dela no servidor. Para apresentar a página, o servidor executa o código e envia o resultado obtido — por isso, o PHP é chamado de linguagem “server-side”, algo como “no lado do servidor”. Nas páginas em HTML é diferente: toda ela está já pronta no servidor; qualquer trecho em Javascript, por exemplo, é enviado e “rodado” no computador do visitante — o chamado “client-side” (lado do cliente).

Por ser “server-side”, seria impossível ver o resultado de um PHP em seu computador sem processá-lo. Especialmente para quem trabalha com WordPress, o WAMP ou algum dos pacotes similares é indispensável. De fácil instalação, em poucos minutos você terá seu servidor rodando. Aí basta instalar seu blog local para fazer todos os testes que quiser, sem lidar com FTP, lentidões de rede e outras amolações.

Nota: o servidor criado com os aplicativos do WAMP não são indicados para uso em produção. Nem pense em tentar montar um grande servidor, ele é um ambiente de desenvolvimento local.

🎓

Baixe o WAMP. Instale-o normalmente, seguindo as instruções que forem surgindo. Atenção para a versão indicada ao seu sistema operacional: 32-bit ou 64-bit. Não tem nenhum segredo, é tudo na base do next > next > finish.

Após concluir a instalação, inicie o WAMP. Na área de notificação, surgirá o ícone, que vai mudar de cor: quando estiver verde, é sinal de que todos os servidores (PHP, Apache e MySQL) estão “online”.

Vermelho = servidores parados. Laranja = atualizando.

Status do WAMP

Para ter certeza de que o servidor está rodando, é só visitar o endereço http://localhost. Se surgir uma tela como essa aí embaixo, está tudo certo. Ela mostra detalhes do seu servidor.

Tela inicial do localhost após instalar o WAMP

Agora, vamos colocar o WordPress nele.

1º) Baixe a versão atualizada dos arquivos do WordPress.

2º) Na pasta da instalação local do WAMP, que deve ficar em C:\wamp\www, coloque todo o conteúdo da pasta de instalação do WordPress.

Nota: não coloque a pasta principal chamada “WordPress”, só o conteúdo dela, que inclui várias pastas e arquivos.

3º) Crie o banco de dados do blog. No seu navegador, siga ao endereço http://localhost/phpmyadmin. Clique na guia Databases, então em Create new database insira o nome do banco de dados.

Aqui vou usar o nome “blog2”, sem aspas. Clique em Create.

Criando o banco de dados do WordPress

O banco está criado. Agora precisamos de um usuário, no caso seu blog, que vai comunicar-se com o banco. Clique em Check privileges, ao lado do nome do banco de dados. Na tela nova, clique em Add a new User.

Add a new user, Adicionar um novo usuário

Digite as informações. Crie um nome de usuário (sem espaços), em host use localhost (servidor local), insira uma password (de preferência com o gerador de senha).

Definindo o user no banco de dados

Garanta todos os privilégios ao usuário clicando em Check All. Clique no botão Go para confirmar.

Clique em Check All para marcar todas as caixas de privilégios para o usuário. Confirme em GO

Usuário adicionado

De volta ao blog, procure na instalação o arquivo wp-config-sample.php. Abra-o num editor de texto puro tipo o Notepad+ ou o Bloco de Notas.

Procure pelo trecho seguinte:

Parte do wp-config a ser modificada

Substitua os valores indicados pelos que você criou no banco de dados.

Dados do wp-config editados. Salve o arquivo com o nome wp-config (sem o -sample)

Salve o arquivo com o nome wp-config.php (sem o -sample) no mesmo lugar em que está o wp.config-sample.php. Volte ao navegador e siga ao http://localhost/blog2. Se tudo estiver certo, você verá a tela de boas-vindas.

Bem-Vindo ao WordPress. Instalação bem sucedida

O resto é como no blog em qualquer servidor comum. Se não sabe como concluir a instalação, leia o artigo Como criar o banco de dados para o WordPress.

Agora você tem um belo blog em seu servidor pessoal para fazer todos os testes e “bagunças” que não queria ou podia fazer online. Meio óbvio, mas não se preocupe, pois nada publicado aí é acessível: só você vê, em sua máquina. Divirta-se e desenvolva suas ideias.

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Deixe um Comentário

Pin