Dicas

Objetos Inteligentes no Photoshop: como criar e usar

Anúncios Google

A destruição de dados pode ser um problema grave na rotina de trabalho com edição de imagens. Por exemplo, imagine que você está editando uma foto, fazendo ajustes direto sobre ela, alterando cores, aplicando filtros e corrigindo elementos. De repente, nota que precisa recuperar um detalhe da imagem original – que já não existe porque foi apagado, filtrado ou modificado de qualquer forma.

O que fazer então? O único jeito (se não houver passos de Desfazer ou no Histórico) seria reinserir a imagem original por cima da que estava editando e copiar de lá. Serviço bem porco, que seria evitado se você mantivesse nos hábitos o uso de técnicas não-destrutivas.

Uma das principais ferramentas não-destrutivas do Photoshop são os Objetos Inteligentes (Smart Objects). São camadas que protegem seu conteúdo numa “embalagem”, ao mesmo tempo permitindo edições que mudam seu aspecto. Assim, você pode fazer o que quiser sobre a camada inteligente, mas se der um duplo-clique sobre sua miniatura, abrirá o conteúdo original, mantido intacto. O Objeto também serve como “matriz” para todos os objetos duplicados a partir dele.

Meio confuso? A descrição da Adobe:

“Os Objetos Inteligentes são camadas que contêm dados de imagens rasterizadas ou vetoriais, como arquivos Photoshop ou Illustrator. Os objetos inteligentes preservam o conteúdo de origem da imagem com todas as suas características originais, permitindo que você execute edição não destrutiva à camada.”

Ainda confuso? Vamos ver então como criar e o que fazer com os Objetos Inteligentes.

Como funcionam os Objetos Inteligentes

Nesse exemplo, temos um documento simples do Photoshop, com uma imagem numa camada, e outra camada preenchida de branco.

Objetos inteligentes - documento no Photoshop

Podemos fazer alterações direto sobre a imagem, e nesse caso, seus dados originais estarão definitivamente perdidos (desconsiderando o Histórico). Se você aplicar um filtro de desfoque, por exemplo, salvar o documento e fechá-lo, quando reabrir não poderá mais remover esse desfoque nem modificá-lo.

Objetos inteligentes - desfoque shift aplicado na imagem
Inclinação-shift aplicada direto sobre a imagem: não pode ser modificado no futuro

Mas digamos que quero manter esse filtro editável no futuro. Tudo que precisa ser feito é criar um objeto inteligente a partir dessa imagem. Clique com o botão direito sobre o nome da camada (na guia de Camadas) e selecione “Converter em objeto inteligente”.

Um ícone fixado sobre a miniatura da camada indica que agora ela guarda um objeto inteligente.

Objetos inteligentes - Objeto inteligente

Agora aplique o filtro sobre a camada. Veja que ele aparece como uma camada nova, atrelada ao objeto inteligente, sinal de que são partes separadas. É um filtro inteligente, que pode ser modificado depois com um simples duplo-clique sobre o nome do filtro.

Objetos inteligentes - Filtro inteligente

Da mesma forma que camadas comuns, esse filtro inteligente também pode receber máscaras, ter a visibilidade desligada, receber outros filtros sobre ele, etc.

Objetos inteligentes - Máscara do filtro inteligente

Se aplicar transformação (redimensionar, mover, deformar, etc) num Objeto Inteligente que tenha um filtro, o filtro é desativado momentaneamente, sendo reaplicado quando concluir a transformação.

Você pode fazer qualquer alteração nessa imagem no modo Objeto Inteligente: transformar, distorcer, riscar por cima, etc. Quando quiser acessar o conteúdo original, é só dar um duplo-clique sobre a miniatura da camada, ele estará lá guardado. Surge a janela de confirmação.

Objetos inteligentes - Confirmação da edição

A imagem original é aberta numa nova guia. Qualquer alteração feita nela reflete no outro documento. Por exemplo, se eu quiser adicionar um texto sobre essa imagem base:

Objetos inteligentes - Editando o smart object

Salve a imagem base e feche o documento. As alterações aparecem imediatamente no arquivo que usa o Objeto Inteligente.

Objetos inteligentes - Objeto inteligente alterado

Nota: se você fizer uma edição destrutiva dentro do Objeto Inteligente, o dano é permanente. Se precisar, pode usar Objetos Inteligentes dentro de outros.

Um uso mais prático: digamos que você está editando um modelo de botão, e todos terão o mesmo texto.

Crie o texto para o primeiro, converta-o em Objeto Inteligente, então duplique o Objeto Inteligente que guarda o texto quantas vezes precisar. Se preferir, você também pode criar cada grupo de botões como Objetos Inteligentes.

Objetos inteligentes - Modelos de botão Objetos Inteligentes

Para alterar o texto de todos não precisa editar um por um: é só clicar sobre a miniatura do Objeto Inteligente, alterar o texto ali para refletir em todos os botões.

Objetos inteligentes - Objeto em edição
Edite o texto dentro do Objeto Inteligente, salve e feche
Objetos inteligentes - Botões alterados
Todos os Objetos Inteligentes refletem a alteração

Se quiser criar um Objeto Inteligente a partir de outro, mas que não receba as alterações do primeiro, duplique-o por cópia: ative a camada do primeiro Objeto Inteligente, siga ao menu Camada > Objetos Inteligentes > Novo Objeto Inteligente por cópia (ou clique com o botão direito sobre o nome da camada de Objeto Inteligente e selecione Novo Objeto Inteligente por cópia). Só os duplicados diretamente (Ctrl + J, comando Duplicar camada, etc) mantém vínculo entre si. Assim você pode ter objetos independentes, em grupos isolados.

Você não precisa converter um objeto para ser Objeto Inteligente. Se precisar, pode abri-lo já assim, pelo menu Abrir > Abrir como Objeto Inteligente. Também pode inserir arquivos dentro de outro pelo menu Arquivo > Inserir, importanto um arquivo do Photoshop ou Illustrator já como Objeto Inteligente.

Também pode-se copiar vetores diretamente do Illustrator e colá-los dentro do arquivo no Photoshop. Nesse caso, o programa pergunta se você quer colar como pixels, vetor, camada de forma ou Objeto Inteligente.

Objetos inteligentes - Colagem de vetor do Illustrator no Photoshop

Outras possibilidades interessantes dos Objetos Inteligentes:

– criação de layouts e templates: trabalhando no layout de um site, mantenha os croquis como Objetos Inteligentes durante o trabalho, e conforme avança, substitua o conteúdo deles por imagens de melhor qualidade. Ou com templates, modelos de revista, por exemplo, onde basta o usuário editar o Objeto Inteligente para mudar as manchetes, foto de capa, etc.

– arquivos do Illustrator: vetores do Illustrator podem ser usados no Photoshop sem se transformar em pixels, mantendo-se escaláveis sem perdas e sem precisar de conversão em demarcador. Se editar o conteúdo de Objetos Inteligentes que sejam arquivos do Illustrator (formatos como .ai e .eps), o Illustrator será automaticamente aberto para fazer as alterações; o procedimento é o mesmo, basta alterar, salvar e fechar.

– grupo de camada como Objetos Inteligentes: criando uma série de elementos que compartilham partes (como um modelo de ícone, onde só muda o logotipo, mantendo fundo, bordas, etc), agrupe todos os elementos menos o que vai mudar.

Se tiver dúvidas sobre Objetos Inteligentes, comente. Leia também a ajuda da Adobe para Objetos Inteligentes.

Imagem: Lines

Author

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Write A Comment

Pin