Design

Minimalismo é o futuro do web design? Exemplos de design minimalistas

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Na história da arte sempre surge um movimento que acaba opondo-se totalmente ao padrão estabelecido pelos anteriores. Nas artes plásticas e visuais, na música, na literatura, são muitos exemplos. No design (e no nosso caso de interesse, no design web) é idem.

Nos anos 90 a internet ainda era incipiente e poucos recursos estavam à disposição dos desenvolvedores; havia uma vontade reprimida de criar páginas com muitos detalhes gráficos, impossibilitada de ser atendida pelas conexões da época – imagine um site com um visual muito carregado, sendo baixado por conexões de poucos Kbps.

Com a melhoria das redes, foram surgindo sites mais pesados, com inúmeros detalhes visuais, feitos com dezenas de imagens para formar bordas, cantos arredondados, fundos. Era uma prática comum até poucos anos atrás. Mas com a urgência cada vez maior de rapidez em detrimento dos enfeites, foi-se dando mais valor ao minimalismo.

Além de tornar o conteúdo acessível a quase qualquer dispositivo, seja ele uma poderosa estação de trabalho ou um simples telefone, o design minimalista, quando bem feito, gera páginas leves, agradáveis para uma leitura mais prolongada e com navegação mais intuitiva. Combinada com tipografias adequadas, o visual fica mais interessantes do que em temas exagerados, que podem causar boa impressão no início, mas cansam após algum tempo de leitura.

E não é só no web design que o minimalismo faz sucesso: os aparelhos da Apple, com tons claros, curvas e muita simplicidade, agradam em cheio milhões de consumidores. A estética, além da funcionalidade, é parte fundamental do sucesso.

Recentemente, através de artigo do TutoriaisPhotoshop, assisti este vídeo produzido pela equipe da Microsoft, com uma visão conceitual de alguns recursos na vida corporativa dentro de dez anos. Mais do que a tecnologia, atente para o design geral dos aparelhos e as interfaces dos aplicativos.

[videott site=youtube id=a6cNdhOKwi0]

E também esse, com o conceito da empresa sobre o futuro da produtividade.

[videott site=youtube id=bwj2s_5e12U]

Embora sejam “apenas” vídeos conceituais, dão uma amostra do que se pretende e de quais devem ser os caminhos seguidos. O minimalismo no design é mais que uma tendência: está mais para necessidade. Menos é mais.

Veja alguns belíssimos trabalhos em sites e blogs com visual minimalista, que não perdem nada em qualidade, ganhando muito em leveza e desempenho (clique nas imagens para visitá-los).

Atualização 12/2013: o post é antigo e alguns sites saíram do ar ou mudaram de visual. Alguns foram removidos.

DanJoe Design

DanJoe Design

Visual clean, poucos degradês, tons claros como em todo design minimalista – e uma incrível facilidade em se navegar, ler e absorver as informações. Cores? Só o laranja em contraste super agradável com os tons de cinza. Quem precisa de mais?

PostMachina

PostMachina

Esse vai mais longe – cores pra quê? Só tons de cinza, branco e tipografia moderna.

Concentric Studio

Concentric Studio

Títulos em destaque, fundo branco e texto em cinza, com tipografia leve, linhas finas. Foco total no conteúdo, sem distrações.

Snook.ca

snook.ca

Bom exemplo de minimalismo com bom gosto, como alguns detalhes em cinza e verde que enriquecem, mas sem exagero.

 

Claro que há exceções; em situações específicas, um visual bem elaborado causa melhor efeito, como em hotsites ou casos em que o impacto seja tão ou mais importante que o conteúdo. Mas para a navegação diária e comum, o minimalismo parece ser o melhor, pelo bem estar visual e aspectos técnicos.

E então, vai seguir a maré ou continuará criando temas cheios de “firulas”?

Imagem do post: Microsoft

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

2 Comments

  1. A pergunta é: o que fazer quando a web estiver saturada do design minimalista?
    Ótima matéria, muito bem escrita. Parabéns.

  2. Henrique Sartorelli Reply

    Realmente estão corretos, a ordem do futuro é fazer mais com menos.
    Abraços e parabéns pelo conteúdo

Write A Comment

Pin