Dicas

Manipulação Avançada (Making of): Motociclista na Ponte

Anúncios Google

Esse não é exatamente um tutorial, mas sim o processo de criação da peça “Zippo”, do designer e matte painter russo Akim Fimin. Nesse trabalho ele dispõe de uma série de imagens e texturas para criar uma cena usada em publicidade impressa – um motoqueiro numa ponte, observando uma cidade abandonada. A ideia foi recriar a atmosfera do filme “Eu Sou a Lenda” para o cliente (uma marca de perfume).

Tudo (aliás, quase tudo, exceto a ponte) foi feito no Photoshop, e quem já costuma usá-lo para manipulações pode ter ideia do fluxo de trabalho de um profissional, ainda que dados exatos sobre cada etapa não tenham sido oferecidos.

Ainda assim, é uma bela amostra de como se conseguem bons resultados com dedicação e conhecimento. Acompanhe.

Ideia e esboço

O autor recebeu do cliente uma ideia inicial estranha: queria um motociclista no alto de um telhado ou edifício (?) com sua moto, observando uma cidade semi-destruída e deserta. Como isso pareceria um tanto absurdo, ele chegou a conclusão de que o ideal seria que o motociclista estivesse em um lugar alto, de onde fosse possível ver a cidade – a ponte quebrada seria mais interessante.

Partindo disso, surgiu o primeiro esboço, rapidamente riscado para posicionar onde ficariam os elementos.

Esboço para posicionar os elementos

Escolha das imagens

A parte mais trabalhosa e que vai determinar a qualidade final da cena. Nesse exemplo foram três partes principais: o fundo com a cidade, o segundo plano com a ponte, e em terceiro o motociclista.

Para a cidade, foi escolhida a foto abaixo, de Cingapura, que será a referência da cena.

Foto de Cingapura será a base do trabalho

Depois de muito procurar pela foto ideal, o autor encontrou essa no portfólio de Damian Iglesias Perez, de um cara numa Harley-Davidson, perfeita para o que era pretendido.

Homem numa Harley-Davidson

O jeito mais fácil (para quem tem conhecimento, claro) de conseguir a ponte ideal foi criar uma, usando o software 3D Modo, da Luxology . Seja qual for o programa usado, é preciso renderizá-la com a melhor qualidade possível, cuidando bem da iluminação para ficar bem realista, já que estará fazendo composição com fotos reais – se não ficar bem realista, o colagem dos elementos ficará péssima.

Ponte criada com o software Modo

Composição

As três imagens são juntadas ainda grosseiramente no Photoshop para oferecer uma visão inicial do que se pretende no final.

Composição inicial dos elementos no Photoshop

Para ajustar a posição da luz geral, o fundo foi invertido com um comando Virar Horizontalmente. Foi ainda feita uma alteração na ponte (re-renderizada) para corrigir também a iluminação, além de mudar o tamanho de parte do concreto e da parte quebrada. O motociclista também foi aumentado.

Antes de começar, é bom converter cada camada em Objetos Inteligentes, assim a qualidade da imagem não é perdida em caso de muitas alterações seguidas de tamanho, por exemplo. Mais tarde, eles podem ser rasterizados se assim precisar.

Fundo invertido e alguns ajustes de tamanho nos elementos

Em seguida foram feitos testes de cor e utilizadas camadas de ajustes de Matiz/Saturação, Equilíbrio de Cores e Curvas.

Após ajustes de cor, equilíbrio e curva

O fundo

A cidade ainda não parece abandonada como a cena pede, então é preciso trabalhar em seus detalhes para começar a “destruição”. Para conseguir uma área mais vazia no lado direito, os prédios foram removidos e colocadas vegetações no lugar. Foi só colocar a textura acima da camada dos prédios, criar uma máscara preenchida de preto e usando técnica de pintura digital, pintar com branco onde quiser revelar.

O mesmo foi feito para pintar buracos nos prédios e paredes arruinadas. Depois, foram usadas texturas de sujeira e ferrugem no modo de mesclagem Sobrepor, com opacidade entre 10 e 15%.

Várias etapas do processo e algumas das texturas usadas
Várias etapas do processo e algumas das texturas usadas

Ponte e motociclista

Hora de focar nos elementos de primeiro plano, com muitas manipulações de imagem para tornar a ponte mais realista. Foram usadas texturas de asfalto e concreto para criar a parte quebrada.

Trabalhando nos detalhes, parte quebrada da ponte

Para complementá-la, foram usadas ainda duas camadas de ajuste de Níveis, sendo uma para luzes e outra para partes sombrias. Em ambas, máscaras também foram usadas para esconder ou revelar partes que deviam ter mais ou menos sombra e luz. É um trabalho minucioso e de paciência.

Foram adicionadas também as partes de ferro que saem da estrutura, com texturas.

Trabalho adicional na ponte e algumas texturas usadas
Trabalho adicional na ponte e algumas texturas usadas

Foram adicionadas texturas de ferrugem aos cabos e partes de ferro da ponte. A parte curvada foi a mais trabalhosa, já que é preciso seguir a curvatura da estrutura para não deixar a textura “chapada”. Para isso, foi usado um pincel usando cores retiradas da textura para complementar onde não ficava bom.

As rachaduras no asfalto foram feitas com fotos colocadas com a perspectiva adequada, então o modo de mesclagem é colocado em Multiplicar e uma máscara ajuda a esconder partes indesejadas. Textura de ferrugem também foi usada em algumas partes da moto e textura de sujeira nas roupas.

A parte estrutural da ponte foi incrementada e houve uma pequena alteração na posição dos elementos.

Mais trabalho nos detalhes, como na ponte e posição dos elementos
Mais trabalho nos detalhes, como na ponte e posição dos elementos. Nas miniaturas, mais texturas usadas

Agora é só trabalhar detalhes; o autor ficou bastante tempo cuidando de reflexos nas partes de vidro da moto e tanque de gasolina, além de adicionar alguma neblina entre a ponte e o fundo. Depois, crie uma cópia de tudo mesclado e crie um novo documento com ela, para trabalhar na pós-produção. Foram feitos vários ajustes de cor até obter o efeito final (Curvas, Níveis, Equilíbrio de cores, Cor Seletiva, etc).

Está pronto. Como o trabalho iria para impressão em revistas, o arquivo era bem grande, 7000 x 4000 pixels, e o arquivo final ficou com mais de 4Gb, então é fácil imaginar que muitos computadores vão sofrer com tais dimensões. É fundamental ter uma boa máquina pra suportar.

Veja o belíssimo resultado final:

Zippo - resultado final

Conheça outros trabalhos do autor:

Original: Making of Zippo 

Author

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Write A Comment

Pin