Dicas

Como vender seu trabalho de design gráfico e web no Envato

É designer? Precisa de uma renda extra? Veja como vender seus itens digitais pelo Envato Marketplace.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Você é estudante ou profissional de design, ilustração? Consegue criar trabalhos gráficos de primeiro nível, e precisa de renda extra? Tente vender suas criações pelo GraphicRiver. É um mercado online parte do Envato Marketplace, que também inclui, o ThemeForest, que vende temas e plugins WordPress e templates em HTML.

No GraphicRiver, há quase tudo ligado a design gráfico e web, como vetores, arquivos de Photoshop, texturas, filtros, Ações, Estilos, ícones, fundos e muito mais. Os preços partem de US$1, e para membros há um arquivo grátis por mês escolhido pela equipe do site.

Para você que quer vender, há muito potencial. Algumas empresas e pessoas estão fazendo muito dinheiro por lá. Quando digo muito, é MUITO MESMO. São mais de um milhão e meio de membros em toda a rede Envato, portanto, um grande público consumidor à sua espera.

Itens disponíveis no Graphic River a partir de US$1,00

Registro

Para começar a vender, você precisa se tornar “author”. Basta fazer inscrição no site e preencher os dados pedidos em Became an Author. A partir daí, terá acesso ao seu painel, onde poderá fazer personalizações, transformando a página num ponto de venda de seu portfólio. Crie links para lá e mostre seus produtos aos consumidores.

O inconveniente é que o site é em inglês. Conhecimento ao menos intermediário do idioma é fundamental, já que logo na inscrição, você deverá ler cuidadosamente o regulamento. E não adianta pular tudo e clicar em “OK”… Antes de liberar sua conta para envio de arquivos, há um questionário múltipla escolha sobre as regras. Se levar bomba, nada de aprovação!

Sorte que você pode tentar quantas vezes quiser.

Regras de aprovação: muito rígidas

Antes de enviar arquivos, atenção às exigências pré-aprovação — TUDO passa por moderação. Não quero que você perca seu precioso tempo trabalhando duro em algo para se decepcionar depois. Nem pense em mandar produtos de baixa qualidade, criados através de tutoriais, visando lucro fácil. Nem de qualidade média, na verdade: confesso, com certa vergonha, que nunca consegui uma aprovação sequer no GraphicRiver, em quatro ou cinco tentativas. Os motivos podem variar desde os mais sólidos, até a mera opinião do moderador: se ele não gostar do seu produto, você dança.

Envie coisas que grande utilidade para alguém. Ao ler o regulamento, você verá uma lista do que eles não precisam. Não é proibido enviar itens desse rol de “menos desejados”, mas ele só será aprovado se tiver qualidade superior ao que já estão disponíveis por lá.

O melhor jeito de ser aprovado, explicam eles, é navegar pelas galerias antes de começar a produzir. Assim você examina os arquivos e autores mais vendidos e entende as necessidades do público. E não basta caprichar no produto: deve-se dar o suporte que o cliente precisar, incluindo um obrigatório arquivo Help (em inglês).

Sua criação deve ser fácil de usar, compatível e editável. Quanto mais acessíveis e maior a qualidade, melhores as chances da aprovação.

Eles também são rigorosos com direito autoral. Se descobrirem produtos alheios à venda, sem autorização do criador, o violador será banido e valores ganhos e ainda não pagos serão retidos. De acordo com o caso, medidas legais podem ser tomadas. Membros que denunciam plagiadores e copiadores de conteúdo ganham reputação na comunidade, incluindo um selo de colaborador.

Os arquivos mais populares: ótimo lugar para conhecer as necessidades dos usuários
Os arquivos mais populares: ótimo lugar para conhecer as necessidades dos usuários.

Precificação

O preço de seu produto será fixado pela equipe do mercado. Se você não concordar com o valor, pode entrar em contato e pedir reavaliação, mas lembre que eles decidirão o preço final. Se depois da avaliação final você ainda não concordar com o preço, pode optar por não vender. Edição: desde 2018 isso mudou para um sistema em que eles sugerem a faixa de preço e o autor decide, leia aqui.

Além disso, o site fica com 50% de seus ganhos no começo, e essa parcela é reduzida conforme eles crescem. Autores top ficam com 70% do que vendem. Ou seja: venda mais para ganhar mais.

Isso não quer dizer que seus arquivos serão oferecidos à preço de banana, sem lucro. Como disse, alguns autores estão fazendo MUITO dinheiro. No GraphicRiver, o autor com mais vendas atualmente, com 307 itens disponíveis e cerca de 25 mil vendas acumuladas, já ganhou entre 100 e 250 mil dólares. No ThemeForest, o autor top, com apenas 44 produtos, já acumulou ganhos entre um e dois milhões de dólares, em cerca de 40 mil vendas!

Dois autores já acumulam mais de um milhão de dólares no ThemeForest, e mais de uma dezena de outros estão na faixa dos 250 mil até um milhão.

Edição: isso tudo faz tempo… Em 2019, já temos autores chegando a 500 mil vendas, como a ThemeFusion, primeiros a alcançar 25 milhões de dólares. E isso com um único produto, o tema Avada, para WordPress. Nada menos que o template mais vendido de todos os tempos.

Dois autores são "Power Elite Author" no ThemeForest, com ganhos maiores que um milhão de dólares
Poucos autores são “Power Elite Author” no ThemeForest, com ganhos maiores que um milhão de dólares. Muitos já ganharam entre 250 mil e um mihão.

Como conseguiram? Com templates WordPress extremamente populares e cheio de recursos. O tema Newspaper, um dos mais populares a pelo menos cinco anos, já vendeu quase 74 mil licenças, ao valor de 59 dólares cada… Mais de 4 milhões de dólares brutos com um único produto.

Claro que você não vai ganhar tanto em pouco tempo. Esses megavendedores do ThemeForest são estúdios, grandes equipes, não um trabalhador autônomo e solitário. Mas você pode ser um dos que estão vendendo online e lucrando mais que no mercado formal. Uma oportunidade de ganhos paralelos às suas atividades, além de exibir seu portfólio para um grande público.

Gostou da ideia? Então faça sua inscrição e comece a produzir. Junte-se ao Envato.

X
Esse não é um artigo patrocinado, representando a opinião do autor, mas tem links de afiliado. Ao usá-los, caso faça compras nos sites de destino, o Tutoriart recebe um pagamento pela indicação. Não há qualquer outro uso de seus dados.

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Pin