Ferramentas

Como Traduzir Temas e Plugins Usando o Poedit e o arquivo .PO

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Enquanto a instalação básica do WordPress já vem traduzida para o nosso português (quando baixada no idioma certo) o mesmo não acontece com muitos de seus recursos. Aí você vai usar o plugin ou tema maneiro que comprou e dá de cara com as opções todas em inglês, o que fazer?

Quando são bem feitos – caso da maioria – esses plugins e temas podem ser facilmente traduzidos através do arquivo de localização, nos formatos. po e .mo – um é editável, onde você pode alterar os textos originais, enquanto o outro é o que resulta como a compilação dessas traduções.

Para fazer a tradução, você vai precisar de um programa como o Poedit, o arquivo no formato .po, tempo e disposição para digitar bastante.

Poedit

É um software livre, de código aberto, que vai auxiliar na tradução das strings, ou partes devidamente “programadas” para serem substituídas pelo que estiver no arquivo .mo. Baixe o Poedit aqui.

Arquivo .po

Portable Object, conterá as partes que podem ser traduzidas, e você vai inserir as traduções. Geralmente os autores de plugins e temas já colocam o arquivo pronto no pacote de download, então se tiver é só abri-lo no Poedit para começar a usar. Criar um novo .po e fazer todas as alterações necessárias no tema é mais avançado e fica fora do escopo dessa lição.

Se o arquivo veio no formato .pot, não vai abrir. Nesse caso, use a opção do menu Arquivo > Novo Catálogo de arquivo POT… do Poedit para converter o arquivo para um .po como necessário.

Usando o Poedit

Essa é a aparência do programa aberto com um .po.

Aparência do Poedit

Na lista principal está tudo que pode ser traduzido, sendo na coluna esquerda o texto original, e a direita o que você inserir. Na parte inferior, em “Texto fonte”, o texto original que você usa como referência para traduzir, e em “Tradução”, é só digitar a tradução.

Parece simples, não? E é mesmo. Repare que na base da janela é informado o avanço da tradução, com o número de strings total e quantos ainda não foram traduzidos.

Poedit avanço da tradução

Essas linhas terão símbolos próprios como caracteres especiais para quebras de linha, ou para representar partes que entram automaticamente na frase, e que não devem ser alteradas. Por exemplo, algo como:

Custom icon %s does not exist

Esse %s não deve sair dali, pois quando a string aparecer no seu blog, ali estará o nome do tal ícone customizado. A tradução deve ficar algo como:

O ícone customizado %s não existe

Para começar a traduzir, basta clicar na primeira string da parte superior da janela (onde estão em negrito). Comecei no meu caso com a string “Post”. Como não precisa de tradução, é só copiar a fonte para a tradução – use sempre o atalho Ctrl + B pra isso, você ganha muito tempo.

Fonte copiada para tradução

Para passar à string seguinte, use o atalho Ctrl + ↓ (tecla para baixo), evite ficar clicando toda hora na lista superior. De fato, quando você se acostumar com o fluxo de trabalho no Poedit, provavelmente nem vai tocar no mouse por muito tempo. Clique na janela Tradução se ela já não estiver ativa (ou use a tecla Tab pra chegar lá) e digite o texto da tradução.

Pronto? Só clicar Ctrl + ↓ para passar à próxima string e vá traduzindo. Quando houver strings com caracteres especiais, é melhor usar Ctrl + B para copiar e então modificar as partes traduzíveis, isso evita erros na digitação de partes mais complexas.

As strings já traduzidas vão sendo marcadas com uma estrela na lista superior. Continue o trabalho.

Strings traduzidas poedit

Quando estiver em 100%, clique no botão Salvar, na barra de ferramentas superior. O arquivo no formato .mo será automaticamente criado. Esse é o que fará a tradução do tema ou plugin, depois de colocado no lugar certo do seu servidor.

Salvar catalogo poedit

Para saber onde colocar os arquivos, consulte o desenvolvedor do tema e plugin, pois pode variar. Nos casos normais, coloque os dois arquivos (.mo e .po) na pasta seudomínio/wp-content/languages/themes ao traduzir temas, ou /wp-content/languages/plugins para plugins. Alguns exigem pasta própria, caso do bbpress – crie uma pasta com esse nome dentro da pasta em /wp-content/themes/plugin.

É muito difícil abranger tudo aqui, o ideal é consultar o desenvolvedor mesmo para uma resposta precisa. Você também pode usar a opção na guia Caminho das Fontes, em Catálogo > Propriedades, mas o ideal é seguir o recomendado pelo desenvolvedor para evitar problemas em possíveis atualizações futuras do tema, por exemplo.

Passos Importantes

Idioma no wp-config

É fundamental que seu blog já esteja configurado para o idioma usado. Se você baixou a instalação do WordPress já no idioma português-pt ou português-br, ok, caso contrário, deve checar no arquivo wp-config.php (caminho é: seudomínio/wp-config.php) como está o idioma, nesse trecho:

/**
 * O idioma localizado do WordPress é o inglês por padrão.
 *
 * Altere esta definição para localizar o WordPress. Um arquivo MO correspondente ao
 * idioma escolhido deve ser instalado em wp-content/languages. Por exemplo, instale
 * pt_BR.mo em wp-content/languages e altere WPLANG para 'pt_BR' para habilitar o suporte
 * ao português do Brasil.
 */
define('WPLANG', '');

Esse define, como visto na explicação que fica lá mesmo no wp-config.php, deve ser de acordo com o idioma do .mo. É português brasileiro? Então fica:

define('WPLANG', 'pt_BR');

É português de Portugal? Fácil também:

define('WPLANG', 'pt_PT');

Atenção, não coloque o .po ou .mo, é só “pt-BR” ou “pt-PT”. Com isso seu tema ou plugin deve “ler” as strings que você traduziu.

Formas de Plural

Para mostrar certas strings que tem a forma singular e plural (exemplo: “O blog tem 1 novo usuário” e “O blog tem 2 novos usuários“), o arquivo .po deve ter corretamente configuradas as formas de plural.

Provavelmente você nem vai precisar mexer nisso, deve vir já ajustado, mas caso ao salvar receba algum erro de cabeçalho, siga ao menu Catálogo > Propriedades, e na guia Propriedades da Tradução insira a fórmula do Gettext para o nosso idioma em “Formas no plural”:

nplurals=2; plural=(n > 1);

Convertendo .mo para .po

Se você não tem o arquivo no formato .po à disposição para traduzir, pode converter o .mo usando um recurso do próprio poedit e um comando.

Primeiro, copie o arquivo .mo do que quer traduzir e cole na pasta que fica no caminho “(letra do seu disco rígido, geralmente C:)\Program Files\Poedit\bin”. Então pressione a tecla do Windows + R juntos para abrir o Executar. O comando é o seguinte:

C:\Program Files\Poedit\bin\msgunfmt.exe seuarquivo-en_US.mo -o seuarquivo-pt_BR.po

Atenção ao uso de hífen ou underline aí. Será gerado um arquivo .po na mesma pasta em que colou o .mo; tire os dois de lá e proceda como antes explicado.

Anúncios Google

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

6 Comentários

  1. Traduzi tudo usei o pedit ate o google torkit usei mais quando envio os arquivos autero o codigo no wp config nada muda o site permanece em ingles

    • Veja com o autor do tema onde o arquivo tem que ser colocado. Alguns é na pasta-raíz do tema, outros numa pasta chamada languages, etc. Alguns variam no nome do próprio arquivo. Melhor perguntar ao desenvolvedor do tema para ter certeza.

  2. Muito obrigado por compartilhar o conhecimento, estava tendo um problema para traduzir alguns termos no plural do meu tema, seu tutorial foi uma salvação.

    Abraço.

  3. Já tem essa lição que citou no texto????

    “Criar um novo .po e fazer todas as alterações necessárias no tema é mais avançado e fica fora do escopo dessa lição.”

  4. Olá Daniel, Lindo Tutorial.

    Sabia que alguns Ficheiros do WordPress como o WP-config não vêm com esse Trecho.

    /**
    * O idioma localizado do WordPress é o inglês por padrão.
    *
    * Altere esta definição para localizar o WordPress. Um arquivo MO correspondente ao
    * idioma escolhido deve ser instalado em wp-content/languages. Por exemplo, instale
    * pt_BR.mo em wp-content/languages e altere WPLANG para ‘pt_BR’ para habilitar o suporte
    * ao português do Brasil.
    */
    define(‘WPLANG’, ”);

    Caso não houver a indicação de como criar a Linha Seria bem necessário.

    Mais o Tuto** Ficou maneiro, força.

Deixe um Comentário

Pin