Soluções

Como Obter Consumer Key, Secret e Token Para Criar Aplicativos do Twitter

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Desenvolvedores estão acostumados com chaves para criação de aplicativos no Facebook, Twitter e outras redes sociais, mas se você tem seu blog mas não muita experiência com essa parte estrutural, talvez não consiga usar alguns plugins que exigem configurações mais complexas.

Essas chaves fazem a ligação entre sua aplicação e a conta, assim há o controle dos recursos que usa; se começar a consumir muito com milhões de requisições do servidor por dia, você pode (e vai) ser bloqueado. Isso parece ruim, mas ajuda a manter as redes em bom funcionamento, e não é motivo para preocupação: a não ser que estejamos falando em megaprojetos com milhões de visitas, provavelmente você não terá problema.

Para ajudar, vou mostrar como obter os dados que normalmente são pedidos ao usar plugins como os de contagem de tweets, exibição de feeds e outros que interagem com sua conta no Twitter, como o consumer key, consumer secret e access tokens.

Comece seguindo até a página do API do Twitter. Faça login, então clique na opção My Applications.

My applications Twitter

Clique no botão “Create a new application” (Criar uma nova aplicação). Forneça os dados pedidos; veja abaixo como preencher cada campo.

preenchimento campos application details

Em NOME, claro que é só dar um nome à aplicação. Se for um sistema de login via Twitter, pode usar algo como “Login no site X via Twitter”; se for um contador de tweets, esse dado nem vai aparecer para o leitor, mas você pode dar um nome como “Contagem de tweets no site X” para seu próprio controle.

Em DESCRIPTION, uma breve descrição, que dependendo do caso vai aparecer para o usuário, como num sistema de login (é o texto daquela tela que avisa “o aplicativo X está pedindo autorização para ler tweets, publicar, etc).

Em WEBSITE, o URL principal do seu site. Como diz a descrição do campo, “Your application’s publicly accessible home page, where users can go to download, make use of, or find out more information about your application“, ou “A homepage da sua aplicação, onde usuários podem fazer download, usar ou encontrar mais informações sobre sua aplicação”.

Em CALLBACK, só forneça um URL se for necessário. Por exemplo, em sistemas de login você pode indicar ali um endereço em que o usuário será redirecionado após o login. Não preencha se não for preciso.

Mais abaixo, aceite os termos de uso marcando a caixa “Yes, I agree“, preencha o CAPTCHA e enfim clique no botão “Create your Twitter application“.

Já na tela do seu aplicativo, basta ver em “OAuth settings“, um pouco abaixo na tela da guia “Details“. Ali estão os dados que você precisa.

Oauth settings do twitter

Acess token

É preciso ativar o token de acesso caso precise, basta clicar no botão “Create my access token“, que fica logo abaixo do lugar mostrado no print anterior. Quando aparecer isso no alto da página…

access token criados no twitter

…é só aguardar um instantinho para ver os dados que precisa no fim da página.

acess tokens

Outras configurações

Mais algumas dicas básicas:

Trocar ícone: quer ter um ícone personalizado na janela do aplicativo? Clique na guia “Settings“, e em “Application Icon“, carregue sua imagem de até 700k.

Resetar chaves: é importante manter suas chaves em segurança, já que uso por terceiros vai levar sua conta a ser bloqueada rapidamente. Se acha que os dados vazaram de alguma forma, use a guia “Reset Keys” para obter novas chaves. Lembre-se que ao fazer isso qualquer aplicativo que usa as chaves antigas deixam de funcionar e você precisa atualizá-los.

Qualquer dúvida sobre o tema, comente e ajudarei no que puder. []

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Deixe um Comentário

Pin