Produtividade

Como Melhorar a Qualidade de Seus Artigos (Texto e Conteúdo)

Anúncios Google

Escrever bem, com frequência e ter bom conteúdo. Acima de todas as técnicas de SEO, otimização ou o que for, no final das contas essas são as principais formas de levar seu blog por um caminho de solidez. Quando começamos não temos toda a prática necessária, então é “normal” que nem tudo saia como esperado.

Se não acredita, experimente fazer uma revisão em seus artigos com mais de seis meses. Garanto que vai achar um monte de coisa que poderia melhorar ou corrigir, incluindo aquelas famosas “fui eu mesmo que escrevi esse absurdo?”

Não que se deva querer a perfeição sempre, já que isso pode se transformar num bloqueio para continuar produzindo (perfeccionismo excessivo), mas é natural que, quanto mais você publique, melhores fiquem seus posts. Algumas formas de subir o nível do que seu blog já tem publicado e ainda vai ter:

Blog campeão

Leia Artigos Antigos (e Edite)

Essa é uma dica “mágica”. Às vezes, enquanto estamos escrevendo, ficamos tão concentrados no conteúdo que alguns deslizes bobos acabam passando, como repetição de palavras e erros de digitação. Além disso, o que você sabe hoje deverá ser menos do que dentro de seis meses, e ao reler perceberá que aquilo ficou superficial, ou já não se aplica às regras atuais.

Nesses casos, não tenha vergonha de usar o botão Editar para corrigir ou acrescentar informações. Se mil pessoas leram o conteúdo do jeito que você não queria, outras dez mil ainda poderão ler tudo arrumado. E não é só questão de corrigir: tente aprender com o que errou. Erro e correção é parte importante no processo.

Não Escreva Quando Não Estiver Disposto

Uma das piores coisas é sentir-se obrigado a escrever. Quando trabalha-se com algo desagradável, o rendimento e a qualidade fatalmente caem de nível, o que é natural; então se havia programado escrever hoje mas não está com disposição alguma, acho que deixar para mais tarde ou amanhã não vai te transformar num vagabundo relapso. Ao contrário, pode transformar o post ruim de agora em um bom mais tardio.

Tente agendar seus momentos de produção para horários em que se sente melhor. Se costuma acordar muito cedo e no fim da noite está um bagaço, escrever sempre tarde não costuma dar certo (pra mim não funciona).

Isso vai depender do tempo que você tem disponível e de quando ele acontece, mas se puder encaixá-lo em horários mais “espertos”, faça isso e veja como seu rendimento subirá.

Leia, Leia e Leia

Não tenha a pretensão de achar que sabe mais que todos os leitores, então pode deixar para aprender amanhã. As necessidades deles são infinitas, e quanto mais você as atender, maior será seu público. E a melhor forma de aprender é lendo. Leia livros sobre o assunto do seu blog, leia outros blogs, procure manter-se atualizado.

Se tiver bons conhecimentos de inglês, leia muitos blogs de fora, eles costumam ter bastante material inédito por aqui que pode servir de inspiração para seus próximos posts.

Mais leitura = escrever melhor.

Não Publique Imediatamente

Essa eu aprendi a duras penas. Nunca tenha pressa de publicar; se puder escrever o artigo num dia e deixar para revisá-lo e publicar no outro, é melhor. Durante a produção, acabamos relendo o mesmo texto várias vezes, e isso cria (pelo menos em mim) um tipo de cegueira para alguns erros, como se eu ligasse no automático e fosse escrevendo. Se publicar assim que terminar e fizer a primeira revisão, é certeza: passando uma hora, eu releio e vejo coisas que não tinha notado antes, aí toca editar o artigo…

Hoje mudei o sistema: sempre que posso, escrevo o artigo um dia antes da publicação ou bem mais que isso, reviso, salvo como rascunho ou agendo a publicação. Então, antes da data prevista, eu o abro no modo Preview e leio como se não fosse meu (na medida do possível, claro). Só então faço correções necessárias e publico. Não que isso elimine os erros, mas reduz bastante.

Substitua

A velha tática que os professores de português não cansam de ensinar: se tiver dúvida sobre um termo ou expressão, não use. Procure uma alternativa para evitar escrever bobagem e passar por ignorante.

Não é incomum ver blogs usando os velhos “gerundismos” do tipo “como estar fazendo”, “como estar melhorando”, ou outras pérolas como “a nível de”. Sem falar dos que exageram no enfeite pra forçar a imagem de professor e acabam escrevendo coisa errada.

Eu não gosto, acho ridículo e prefiro transmitir a ideia de forma mais clara, mesmo que pra isso seja mais econômico. Se ficou em dúvida sobre o que escreveu e acha que pode estar errado, é provável que esteja; procure sinônimos ou outra forma de passar aquela ideia – é mais seguro.

Tenha um Revisor

Ter alguém pra revisar seus textos é o sonho de todo blogueiro, mas quando estamos no começo nem sempre isso é possível, por questões econômicas (não dá pra contratar um logo de cara enquanto seu blog não rende nada). Nesse caso, seria legal ter um amigo, irmão, namorada, etc – alguém com bom português – para ler o que você vai publicar em primeira mão, e se ele tiver blog, vocês podem trocar esse favor.

Como eu disse um pouco antes, nem sempre notamos algumas falhas durante a produção, e eles acabam passando na nossa própria revisão, mas uma mente “fresca” de fora percebe. Mais tarde, quando seu blog for auto-suficiente, pagar um profissional para o trabalho é o mais indicado, especialmente em grandes blogs.

Não Fale do Que Não Tem Ideia

Outro erro comum que infelizmente tenho visto é gente que não tem NENHUM conhecimento sobre certos assuntos tentando parecer o supra-sumo do tema. Até blogueiros renomados já falaram abertamente que tem limitações em algumas áreas, então porque principiantes querem pagar de sabe-tudo?

Ter humildade é saber sobre o que deve-se escrever ou não. Eu, por exemplo, apesar de ter estudado web design, tenho conhecimento muito restrito sobre Javascript e jQuery, então nunca vou postar um artigo com alguma coisa que eu tenha desenvolvido sozinho – é certeza de que o código vai ficar tosco, cheio de falhas na escrita e fora do padrão, mesmo que funcione.

Quando quiser escrever sobre temas que não domina, procure pesquisar bem antes, e deixe claro que é a abordagem de alguém não especializado. Isso evita problemas pra você e pra quem lê.

Imagens: blog 1 e trophy

Author

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

2 Comments

  1. bacana o texto, tem gente que acha que só porque está na Internet, pode escrever qualquer palhaçada.Não é bem assim, o leitor fiel, sempre exigirá qualidade

Write A Comment

Pin