Photoshop

Como criar actions (ações) do Photoshop

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

As ações do Photoshop são uma forma excelente de economizar tempo quando realizamos uma tarefa com frequência, e de automatizar sequências para criar “repetidores” de efeitos compostos por vários comandos. Boa parte dos cursos básicos de Photoshop ministrados no Brasil não costumam abordar as ações, o que me parece um desperdício.

Ações gravadas podem ser de qualquer tipo, seja envolvendo filtros, redimensionamento do arquivo, mudança de tonalidade, e até configuração da área de trabalho.

Aprenda a criar ações básicas, a usar a paleta de ações e botões de controle, e a automatização de tarefas do Photoshop para aplicar essas ações à lotes de arquivos. Para complementar, também veremos alguns modelos de ações interessantes disponíveis para download.

Onde estão as ações?

A paleta de ações fica no mesmo grupo da paleta do Histórico. Por padrão, o Photoshop traz algumas que afetam a área de trabalho, então para vermos o efeito de forma mais prática, criaremos uma ação na sequência.

Parece um botão de play, veja:

Em versões antigas do Photoshop, como a CS2, a posição da paleta é essa:

Ativando a paleta, você deverá ver a pasta de ações padrão, e organizadas dentro dela, várias ações divididas em categorias. Por exemplo, em Basic Workspaces, está a ação “Selecionar Área de Trabalho Basic“.

Como usar as ações?

Controle das ações

No rodapé da paleta estão alguns botões, parecidos com um tipo de media player. Mas eles não servirão pra tocar música nenhuma e sim controlar as ações =D

São seis botões, da esquerda para a direita.

Legenda: nome do botão (símbolo): explicação.

  • Interromper execução/gravação (quadrado): ao clicar, interrompe a ação que estiver sendo executada, ou interrompe a gravação de ação que estiver em andamento.
  • Início da gravação (bola): ao clicar, todos as atividades feitas deste ponto em diantes serão gravadas, até que o botão Interromper execução/gravação seja clicado.
  • Executar seleção (triângulo): a ação que estiver selecionada na paleta será executada assim que o botão for clicado.
  • Criar novo conjunto (pasta): cria uma pasta, onde você pode agrupar ações, do mesmo modo que faria um grupo de camadas na paleta de camadas.
  • Criar nova ação (folha): abre a criação de uma nova ação.
  • Lixeira: para excluir uma ação já existente, ou uma das etapas da ação. Pode ser clicado com a ação selecionada, ou então arraste a miniatura da ação para a lixeira.

Criando uma ação

Como teste, criaremos uma ação básica: vamos aplicar um ajuste seguido por uma camada de Matiz/Saturação em uma imagem, e com a ação gravada, os ajustes poderão ser repetidos de forma idêntica, quantas vezes quiser, em outras imagens depois.

Abra uma imagem qualquer. Escolhi esta imagem em preto e branco, onde o efeito será melhor visualizado.

Abra a paleta de ações, e clique no botão Criar novo conjunto. Surgirá uma nova pasta com o nome que você escolher. No exemplo apresentado, é a pasta Personalizadas.

Clique no botão Nova ação. Na caixa de diálogo, você pode inserir o nome que quer dar à sua ação, além de outros detalhes.

Em Teclas de Função, você pode escolher uma tecla de F2 a F12 para servir de atalho quando sua ação estiver pronta.

A nova ação estará pronta para ser gravada na pasta que você criou. Note que o botão Iniciar gravação será automaticamente ativado. Tudo o que for feito desse ponto em diante será gravado na nova ação.

No menu Imagem > Ajustes > Limiar, foi usada esta configuração:

Assim que confirmar o efeito, note que o ajuste Limiar já vai aparecer na lista da sua ação. Se você fizer qualquer outra atividade, ela será agrupada na ação que está sendo gravada.

A ação continua sendo gravada, e o ajuste Limiar já entrou na sua ação nova

E depois, a camada de Matiz/Saturação (menu Camada > Nova Camada de Ajustes > Matiz/Saturação), com a configuração:

Conclua salvando a imagem (Ctrl + S), mesclando as camadas (Ctrl + Shift + E) fechando-a (Ctrl + W) e clicando no botão Interromper gravação.

Agora você pode reaplicar estas ações todas exatamente como foram feitas em outras imagens (tudo, incluindo o modo de salvamento e a ação de fechar a imagem).

Aplicando a ação

Você pode ativar a ação em imagens individuais, ou em conjuntos (lotes) de imagem. Para aplicar em imagens individuais, basta tê-la aberta no Photoshop, então clique no botão Executar seleção, com a ação selecionada.

Lembrando que o resultado (eu sei, não ficou muito bonito :poke: ) não importa aqui, e sim mostrar como criar e usar as ações!

Para usar a ação em um grupo de imagens, você deve ter todas as que serão modificadas pela ação em uma única pasta. Para melhor resultado, é recomendável usar imagens do mesmo tipo (modo de cor, proporção) e, dependendo da ação, pode ser indispensável que elas tenham a mesma resolução/tamanho.

Siga ao menu Arquivo > Automatizar > Lote. Na caixa de diálogo, as opções são as seguintes:

Definir: selecione a pasta (grupo) ao qual a ação pertence; no nosso caso, é a pasta Personalizadas.

Ação: escolha a ação Minha primeira ação, que você criou antes.

Origem: selecione a pasta que contém as imagens em que você pretende aplicar a ação. A pasta pode ter quantas imagens você quiser, mas lembre-se que quanto mais imagens, mais longo será o processo.

Há quatro subopções, que não serão usadas neste exemplo, mas permitem que todas as subpastas dentro da pasta principal sejam também processadas, omitir surgimento de caixas de diálogo durante o processo, ou cancelar a ação de salvar a imagem (nesse caso, a ação que você gravou deverá ter alguma etapa de salvamento incluída, senão a ação não terá efeito sobre os arquivos finais, pois não serão salvos).

A origem também pode ser um dispositivo, como uma câmera USB ou outra ligada ao computador, basta escolher a opção Importar.

Destino: selecione onde serão salvas as imagens depois de passar pela ação. Pode-se salvar e fechar os arquivos, ou encaminhá-los para uma nova pasta. Nesse caso, indique qual pasta será o destino, navegando até ela e confirmando. Além disso, esta opção permite que os arquivos sejam salvos com novo nome; configure o arquivo de saída nas caixas correspondentes.

Por exemplo, se você quiser que as imagens modificadas sejam todas salvas no com o título “nome do arquivo_número de série.extensão“, insira os valores que serão substituidos em cada caixa. Exemplo: Nome do documento + série numerada + extensão, poderia resultar em arquivos com títulos “título da imagem_1.jpg“, e numeradas em sequência.

Para este exemplo, vamos apenas salvar a imagem com os novos ajustes e fechá-la.

Pode-se ainda selecionar a compatibilidade dos arquivos (Windows, Mac ou Unix), e o que deverá acontecer se houver um erro durante a execução da ação: interromper o processo, ou seguir e gerar um relatório de texto.

Quando tiver tudo configurado, clique em OK. O Photoshop aplicará a ação nas imagens da pasta que você selecionou. Confira na pasta onde estavam as imagens e veja que o efeito da ação foi aplicada à todas elas.

Esse foi um exemplo bastante básico de como criar e usar uma ação e modificar imagens em lote. As possibilidade de criação de ações são quase inimagináveis. Veja a seguir algumas ações com efeitos práticos.

Vintage Effect

Por photoshop-actions – baixar

Cria efeitos de foto envelhecida na imagem. Efeito varia de acordo com a imagem escolhida.

Remove White

Por aoi-hoshi – baixar

Remove o fundo branco de qualquer arte, que tenha sido escaneada por exemplo, e onde se precisa apenas do traço. Utilíssimo para desenhistas.

Magical Effect

Por sa-cool – baixar

Vários efeitos de cor para fotografias

 

Para instalar e usar as ações, leia sobre instalação de filtros e melhorias no Photoshop. Depois, é só executá-las do mesmo jeito mostrado nesse artigo.

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

Pin