Primeiros Passos

Blogger x WordPress: mais um comparativo clubista?

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr
Anúncios Google

Se você fez pesquisas por aí procurando opiniões neutras sobre plataformas WordPress e Blogger – as mais usadas e conhecidas – deve ter notado que há muitos artigos. Comparativos discutindo pontos positivos e negativos são vistos aos montes, alguns com excelente texto, e outros cheios de opiniões parciais, defendendo um dos lados como se o autor ganhasse algo ao fazê-lo escolher pela opinião dele.

Ao acompanhar as postagens que faço aqui, você já deve ter notado que meu foco está totalmente no WordPress. Isso ocorre porque, de acordo com minha experiência, decidi que seria mais flexível e melhor adaptado ao que EU preciso e sei fazer. A minha verdade não é absoluta, ou seja, o que é bom pra mim, pode ser horrível para você…

A escolha entre uma delas depende de fatores pessoais:

  • Seus conhecimentos: quanto você sabe de programação web é FUNDAMENTAL ao escolher entre WordPress e Blogger. No WordPress.org (a versão “paga” do sistema), você precisa saber como comprar e configurar hospedagem, domínio, enviar arquivos via FTP, etc.

    Os sistemas gratuitos, por sua vez, embora parecidos, têm características próprias, sendo o Blogger mais voltado aos que não entendem tanto da parte técnica, não querem saber disso e sim apenas escrever e publicar.  Não se esqueça que “apenas escrever e publicar”, sem saber nada da estrutura, pode ser muito ruim (para não dizer incapacitante).

  • Blog pro ou amador? – o que você quer para seu blog também influencia a escolha. Se não tiver pretensão alguma de aprender nada sobre a estrutura, não tem planos muito concretos à longo prazo, não se importa em ter só opções básicas e para resumir: quer só escrever e postar, as plataformas grátis são ideais..

    Já se seu projeto tem ambições grandiosas, planos sólidos para crescer, publicar anúncios e atrair clientes, a opção sem dúvida deve ser o WordPress.org.

O Blogger tem outras facilidades em relação ao WordPress, como integração com o servidor de imagens Picasa, do Google (que também gerencia o Blogger), enquanto no WordPress você precisa hospedar as imagens em algum lugar – pode ser no próprio Picasa ou em seu próprio servidor. Os painéis de acesso e gerenciamento são feitos para tornar a experiência do usuário a mais simples e direta.

Isso é bom, desde que você não se importe em ter controle PARCIAL sobre o blog. Algumas possibilidades são bem “castradas” nos gratuitos, tipo acesso ao código-fonte do sistema e folhas de estilo das páginas – o que não acontece no WordPress.org. O WordPress.com até pode oferecer facilidades a mais que o Blogger, desde que você pague por elas, comprando créditos do sistema.

Em vez de falar, vamos exemplificar. Vejamos aqui o processo de criação de um blog, no Blogger, e depois no WordPress.com (os serviços gratuitos).

Blogger

Primeiro, o processo de criação de conta no Blogger:

1 – Criar uma conta no Google. Se você já tem uma (aquela mesma conta do Google Plus, Picasa, etc), é só fazer login e seguir à página do Blogger.

2 – Clique em Criar Blog, na página seguinte insira o nome do blog, o endereço que você quer; clique em verificar disponibilidade para checar se alguém já não está usando o endereço. Se estiver livre, clique em Continuar.

Criar blog no blogger

3 – Escolha um dos modelos para começar seu blog e clique em Continuar

Escolha um modelo para o blog no Blogger

4 – Pronto!

Blog no Blogger pronto

WordPress

O mesmo procedimento, agora no WordPress.com (que também é grátis):

1 – Criar uma conta no WordPress.com. Ao clicar em Entrar, forneça o endereço de seu novo blog (o sistema checará automaticamente se já existe).

Criar blog no WordPress.com

Entre com as informações do seu novo blog

Clicou em Free, no final da página, e pronto.

Clique em Criar, perto do botão Free. Blog criado, será enviado ao painel de controle

2- Você já é mandado para o Painel de Controle. É só clicar em Artigos > Novo artigo e começar.

Painel de controle do WordPress.com

O processo inicial é simples em ambos, mas no WordPress é preciso mexer mais nas coisas – veja que nos posts, já haverá um modelo publicado, que deve ser eliminado ou editado, assim como um comentário de exemplo.

Embora esses detalhes ajudem no aprendizado, podem ser um incômodo para alguns.

Qual o melhor?

Não dá pra dizer qual é melhor sem adequar a ferramenta ao seu projeto. O que pode-se afirmar sem dúvida é:

  • O Blogger é mais simples em escrita, manutenção e layout. Tem menos opções, tornando as escolhas mais simples.
  • O WordPress não chega a ser difícil. Aprende-se rapidamente onde estão as coisas. A maior quantidade de opções permite mais ajustes que o Blogger, e ter acesso a mais recursos.
  • O Blogger é mais direto e acessível: praticamente qualquer pessoa, mesmo com pouca experiência em informática, pode ter um blog.
  • O WordPress pode deixar os menos experientes frustrados no começo, mas instiga o usuário a aprender; não é preciso ser super nerd para usá-lo.
  • A integração entre Blogger e serviços Google facilita a vida do usuário; imagens no Picasa, hospedagem nos servidores do Google, tudo com a qualidade padrão da empresa.
  • O WordPress pode ser facilmente integrado a diversos serviços externos, como o Picasa, sem perdas em relação ao Blogger. O blog estará nos servidores da Automattic, que também é extremamente confiável.
  • O Blogger é um serviço simplificado, indicado para blogs simples, pessoais, de passatempo.
  • O WordPress.com é um serviço simplificado, para blogs simples, mas com opções a mais que o Blogger.
  • O WordPress.org é uma ferramenta profissional, com muito mais recursos do que o WordPress.com e o Blogger, mas exige bastante conhecimento técnico (ou que você pague um profissional para administrá-lo).
  • A maioria dos blogs profissionais usam o WordPress.org em servidores próprios, domínio próprio.
  • Sistemas de monetização como o AdSense não funcionam em WordPress.com. E pior: se seu blog tiver bom movimento, anúncios em favor da Automattic poderão aparecer “sem sua autorização” no blog – entre aspas porque o termo de uso prevê que blogs de grande visitação ocasionalmente terão anúncios; afinal, é um serviço grátis, e se não gostar termos de uso, pode se retirar…

Eu escolhi o WordPress.org, mas você deve pensar nisso tudo antes de decidir o que é melhor.

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

10 Comentários

  1. gente se vocês forem criar sites para algum cliente ou até para vocês mesmo, não criem sites no word press, porque o wp o teu site fica muito vulnerável nele porque ele
    não tem contato de suporte para te reclamar na empresa word press ou
    alguma empresa que esteja representando ela, o wp não tem o próprio dono
    dele para representar essa plataforma se caso o teu site sair do ar, dé
    algum problema, e quem representa o word press são comunidades de
    usuários,se caso o teu site der algum problema, e outro problema do word
    press também é que a plataforma dele está sempre mudando de
    configuração a todo momento os usuários estão mudando, e a empresa não
    te avisa por email que ela está atualizando a plataforma dela.

    E outro problema também que os plugins todo tempo se desatualiza, ou
    seja, se você instala um plugin do nada ele começa a te avisar que esta
    desatualizado, ai tu tem que ficar todo o tempo atualizando
    desnecessariamente, e os plugins mesmo assim não são muito confiáveis
    porque geralmente esse plugins são feito por pessoas que nem sempre tem
    conhecimento de programação para manter a segurança do site, mesmo ela
    tendo conhecimento, mas a maioria desses usuários não são confiáveis.

    E mesmo assim todas as plataformas são sujeitas a serem invadidas por
    hackers devido essas mudanças de configuração que o word press tem e
    mesmo as outras plataformas não sofrendo essas mudanças de configuração,
    e isso é ruim para o rankeamento do teu site no google, principalmente
    no word press, porque por mais que o teu site seja aceito pelo google, o
    google vai perceber essas falhas no wp e não vai rankear o wp na sua
    plataforma porque a velocidade de rankeamento do word press vai ficando
    fraca com o tempo pela forma como ele é configurada dentro de sua
    plataforma.

    Eu sei que a maioria usa o word press pelas facilidades, Layouts
    prontos, mas o word press pela experiencia que eu tive mesmo pagando
    hospedagem com base no estudo que eu fiz na plataforma dele, porque eu
    ja tive site no word press, foi uma decepção! É muito melhor voce
    escolher criar site em outras plataformas confiáveis e que você tenha
    menos problemas e não esses problemas que citei. Eu sugiro que vocês não
    criem sites usando a plataforma do word press para seus clientes ou pra vocês, o
    Word Press não é uma plataforma confiável para se criar sites ou blogs,
    escolham outras plataformas.

    O WordPress é uma plataforma interessante, além dela ser aberta, de ser de código aberto. É mesmo que você entrar na casa da mãe joana, porque os usuários que representam e que comandam essa plataforma e que cuidam da parte da configuração do wp, eles podem colocar o vírus que eles quiserem, os plugins que eles quiserem, o programa que eles quiserem, deitar e rolar sem nenhuma fiscalização nessas configurações que eles fazem no site, isso nos deixa inseguro e até mesmo quem tá ganhando dinheiro com ele vão se sentir inseguros com os seus site no wp e isso nos compromete de uma forma não muito legal.

    Eu já tive um site hospedado no wp, eu pagava a melhor hospedagem do mundo que é a host gator pra manter a segurança do meu site. Claro com uma hospedagem paga no teu site você pagando o dominio e subdominio por mes e por ano tu pode fazer mais coisas no teu site com uma hospedagem paga, pode colocar uma configuração melhor, o site fica com uma imagem e aparencia melhor, eu configurei legal o site e os plugins com uma hospedagem paga, não tenho problema em pagar hospedagem, mesmo assim não adiantou porque ela só fazia tornar meu site mais instável e as configurações do meu site também instável por mais que eu tenha o meu próprio site e que ele seje completamente meu, não se trata do site ser de propriedade minha ou não. Claro que as mudanças nas configurações do site tem que ter, mas tem que ser de uma forma estável e não de uma forma instável como é o WordPress. Os plugins e outras configurações do wp são exemplos disso, são extremamente instáveis para manter a segurança do site no ar e online tb.

    Tem mudanças que fazemos na configuração de uma plataforma onde você tem um site que ela deixa o teu site seguro com as configurações estáveis e tem aquela mudança que fazemos na configuração de uma outra plataforma onde você tem um site que ela deixa o teu site instável e inseguro sem nenhuma consistência para manter a segurança do teu site como é o caso do wp. Por isso que o wp é muito instável devido essa vulnerabilidade que ele tem.

  2. Oi, Gêiza!

    Eu não mexo no Blogger tem bastante tempo, mas sei que mudou muita coisa. Parece que agora tem suporte a AdSense, e integração com o perfil do usuário no GooglePlus, certo?

    Entre o Blogger e o WordPress.com eu não vejo lá TANTA diferença, mas o que eu defendo como melhor mesmo é o uso do WordPress.org, o que é baixado e instalado em servidor próprio. É dele que acaba vindo tanta gente que usa e admira.

    Vou testar um pouco esse Blogger novo pra poder falar com mais propriedade…

  3. Oi, Daniel procurando artigos de comparação entre o blogger e o wp encontrei esse seu texto.
    O blogger sofreu mudanças radicais depois que foi comprado pela Google. Você já conhece a versão atual? Estou tentando usar o wordpress mas sinceramente não consigo visualizar essas vantagens que são ditas em quase todos os textos que li. Sinto-me limitada no wordpress, tudo é pago, as ferramentas não são acessíveis e acho o painel de controles bagunçado. Por outro lado, no blogger encontro tudo o que preciso sem dificuldades, consigo fazer meu próprio leiaute de forma gratuita e com isso dou a tal cara profissional para o meu blog com muita facilidade.
    Estou bastante disposta a entender porque, entre as pessoas que se dispõe a escrever sobre blogger x wp, a preferência permanece com o wordpress, mas as vezes penso que isso só existe porque na blogosfera tem um bocado de gente que gosta fugir do mainstream, e por conta do blogger ser mais popular, torna-se antipatizado por este público.

  4. Criei um conta no WordPress.COM e fiz meu blog, já tenho dominio .com no UOL HOST mais mesmo assim no WordPress.COM tem que pagar pra poder usar dominio próprio, sei usar CSS e HTML mais na versão grátis nada adianta pois tem que pagar pra customizar, só tem 3 GB de espaço grátis, não aceita meu código de ocultar postagem que contêm INPUT, javascrip ainda não testei mais parece que não funciona…

    Falando sério o blogger é melhor pois não cobra nada, mais não vou mais mecher com blogger pois já deletarão meu blog 3 vezes em 3 anos de blog só porque é de download de filmes e jogos!

    O que não gostei no WordPress.COM foi que as coisas legais como Editar o HTML tem que pagar pra usar, sacanagem!

    Séra que se eu fizer meu site de download nessa plataforma corro risco de perder ele de novo, pois perder quase 7 mil postagem foi tenso!

    Como disse, a pessoa tem que ver o que quer, se é facilidade é o blogger!

    • Putz, sete mil posts? Se for site de download tipo discos e dvds, tem risco sim, Walyson; serviços de hospedagem avisam nos termos de uso que se o contratante praticar violação de copyright, seus arquivos poderão ser deletados sem aviso prévio. É muito arriscado, não compensa. Pode ter certeza que cedo ou tarde acabam rastreando e eliminando tudo.

      E o WordPress.com tem esses “detalhes”, de tudo que vamos fazer, tem que pagar. Por isso que pra manter um blog mais sério é melhor pagar hospedagem e domínio.

      • Sim, 7 mil post, ainda bem que tenho o backup de 55 Mb do blogger!

        Fiz um novo site na plataforma WEEBLY (http://www.weebly.com/) e estou gostando por ter recursos mais avançado em relação ao blogger.

        O Editor de Postagem dele é ruim então eu faço a postagem no blogger pego o código fonte e passo para o weebly, outro ponto negativo é que não aceita backup do blogger, então estou pegando post por post e adicionando ao novo site! (Vai demorar isso…)

        O blogger pisou comigo, tinha 4 mil visita por dia em 3 anos de blog, depois fiz outro blog e já tava com 500 visita por dia e deleta de novo…

        Sobre ter filmes e jogos usando crack não acredito que isso seja motivo de deletar meu blog, não usava propaganda e nunca ganhei com isso, faço isso por gostar mesmo! (então não é pirataria, é compartilhamento)

        Veja você mesmo se tem alguma fonte de renda meu blog:

        http://www.melhorfree.com/

        Ps: Antes de fazer o blog no weebly fiz no “wordpress.com”, adivinha, foi deletado no mesmo dia…

        • Mas é assim mesmo: se tiver filmes, software crackeado, etc, mesmo sem anúncio no blog, é considerado violação de copyright e deletado. Acho bom você ficar com um belo backup de garantia porque vão acabar excluindo de novo logo, logo.

  5. Olá! Parabéns pelo artigo, muito bem detalhado e explicado.

    Eu uprefiro o Blogger em vez do WordPress.COM, pois a comparação entre eles, o Blogger leva vantagem, pois no WP.COM tem muitas limitações, como os templates. Acredito que o Blogger seja inferior do que o WordPress.ORG, poi nele oferece plugins que possamos tecnicamente criar o que queremos, já no Blogger é um pouco difícil, mas às vezes nada é impossível rsrs.

    Apesar que o seu blog seja focado na plataforma WP, gostei muito do conteúdo e sempre irei visitar.

    Parabéns pelo seu trabalho, até +!

    • Obrigado, Bruna! Bom que gostou, tentei não pender muito pro meu preferido =D
      Acompanho em muitos blogs todo mundo reclamando mesmo da falta de alguns recursos no Blogger, parece que é a maior falha dele. Quem sabe uma hora a Google toma vergonha na cara e dá uma “bombada” no sistema deles.

      Vou acompanhar o “Utilizando Blogger” também. Até!

  6. Pingback: WordPress.com e WordPress.org – Diferenças | Blog Aprendiz - Dicas WordPress, Monetização, Design

Deixe um Comentário

Pin