Monetização

Ads em Imagens: Usando com Moderação, Pode Ser Rentável

Anúncios Google

Em busca de melhores rendimentos em seus projetos, os blogueiros estão sempre experimentando novos formatos de anúncio, que saiam do trivial de blocos no início ou final dos posts ou dos manjados links do AdSense. Um dos que me chamavam a atenção a algum tempo era o de anúncios inseridos sobre as imagens do blog, ou ads em imagem.

Embora esses anúncios não sejam tão intrusivos – normalmente apenas uma legenda na imagem, acionadas pelo passar do mouse – e rendam até bem (pra mim deram melhor resultado que o peso-morto do HotWords), é preciso ter moderação ao usar, já que ao contrário de outros sistemas, não há limite no número deles que podem aparecer ao mesmo tempo.

Assim, se você for um sem-noção, poderá colocar um monte na mesma página e afugentar seus pobre leitores, acossados por aquela chuva de propaganda.

Exemplo de anúncio sobreposto em imagem

Ótimo Para Blogs Fotográficos

Com exceção de blogs fotográficos, o sistema acaba não sendo tão efetivo. Especialmente porque se as imagens têm áreas que precisam ser lidas facilmente, como em sites de tutoriais, o anúncio pode atrapalhar bastante o leitor, ficando no meio do caminho.

A necessidade de fechar o anúncio em cima da imagem para ler o que está escrito pode levar a cliques acidentais, algo ruim para o anunciante e consequentemente para todos os publicadores. Isso já não acontece tanto em blogs fotográficos, com imagens grandes e que não ficam “inutilizadas” por uma barrinha de anúncio embaixo.

Copyright das Imagens

Se seu blog não tem imagens sob seu direito autoral – caso de fotografias que você mesmo tirou ou pinturas e ilustrações feitas por você – usar ads nas imagens pode dar uma grande dor de cabeça.

Mesmo que alguns autores não liguem se você mostrar o anúncio sobre a imagem que ele te deixou publicar, uma hora ele pode resolver dar um chilique e aí, pra todos os efeitos, a imagem é dele… Independente do anúncio estar ali de forma automática, você pode arrumar um problema; é bom ter autorização por escrito, no mínimo.

Peso no Carregamento – Menos é Melhor

Esses sistemas geralmente permitem que você controle a quantidade de anúncios que será exibida por página, então mesmo que uma página tenha 100 imagens, basta optar por mostrar apenas 3 ads, por exemplo. O problema é que mesmo assim ativar os anúncios implica no carregamento de mais um script, que vai atrasar um pouco a exibição da página.

Considerando que já usamos outros sistemas como AdSense, HotWords e outros (às vezes todos esses juntos) e temos uma piora no cenário. Isso pra não contar quem não souber – ou não quiser – controlar a quantidade de anúncios: imagine uma página com 30 imagens, e trinta anúncios sendo carregados… Por isso reforço: tenha noção do que está fazendo antes de poluir seu blog com zilhões de propagandas desse tipo.

Se a Google implementasse algo parecido, pelo menos seria um script a menos para carregar… vamos esperar pra ver.

Anúncios “Nada a Ver!”

Nos dois sistemas que testei, o gerenciamento do conteúdo dos anúncios é bem ruim, e quase sempre o que era exibido nas imagens não tinha absolutamente nada que ver com o conteúdo. Sério, coisas do tipo uma imagem de carro com anúncio de eletrônicos. Daí pra pior…

Nem preciso dizer que isso é ruim para a imagem do seu blog (fica aquela impressão de desleixo do blogueiro com o que aparece ali), além de não ajudar em nada o visitante, já que queremos sempre que os anúncios, além de render algo, tenham utilidade pra quem os vê. Sem interesse, não tem cliques, e sem cliques não tem dinheiro.

Quer Usar?

Se mesmo assim você acha que é uma boa ter anúncios sobre as imagens do seu blog, pode tentar um desses dois – usei ambos e não tive nenhum problema com atrasos no pagamento ou dificuldades técnicas.

Luminate –  o mais conhecido, ficou bastante tempo sem funcionar para cadastros fora dos Estados Unidos, exibindo só uma ferramenta de compartilhamento da imagem no lugar do anúncio. Agora parece estar normalizado.

Tem muitas opções de aplicativos e ajustes de filtro, como exibir ads só em anúncios com certas tags, títulos e por tamanho mínimo, entre outros. Paga em dólares, por PayPal, a partir de $10,00 acumulados. Em inglês (anúncios em português, fique tranquilo). Inscreva-se no Luminate.

Kontextua – similar ao Luminate, também permite filtrar as imagens que levarão anúncios, mas por classes colocadas nas imagens. Paga via PayPal, mas por data de vencimento – chegou o dia, eles pagam, mesmo que tenha pouco acumulado.

A vantagem é que tem painel em português (ou um portunhol em algumas partes, mas bem mais compreensível para quem não tem noção de inglês e não conseguir usar o Luminate). Tem também outros formatos de anúncio, parecidos com os do AdSense e do Hotwords, é só ativar. Inscreva-se no Kontextua.

É isso, se você tem blogs com muitas imagens considere o uso desse tipo de anúncio. Usando com moderação pode ser interesssante.

Author

Fundador do Tutoriart em 2010, é ex-instrutor de Photoshop, design web e gráfico. Em quase uma década de redação online, tem cerca de 1500 artigos publicados. Gerencia também o Memória BIT.

3 Comments

  1. Olá Daniel, eu já uso o KONTEXTUA faz uns 5 meses por aí, mas acho que eles pagam pouco, por exemplo, mês passado (Julho) eu tive 59 cliques e só ganhei $ 0,46, parece que os cliques falem menos de 5 centavos, com você também é assim?

    Abraços!!!

    • Depende do anunciante, ao que parece. No começo estava bem horrível assim também, mas depois teve um período melhor, aí ficou ruim de novo… e tem que ter muitas imagens pra dar algum resultado.

      Comecei a testá-lo outra vez em outro blog, e agora está horrível, coisa de 2 centavos por clique. Vou esperar um pouco pra ver o que acontece.

      Abraço e boa sorte!

    • Tem o spider.ad, fácil de implementar e não atrapalha o carregamento do site. Tô testando no meu site pra ver se vale ou não apena.

Write A Comment

Pin