CURSOSPhotoshop completo, com certificado de conclusão.

Mais Recente

Como mudar a opacidade da camada no Photoshop (e o preenchimento)

Percebi que muita gente chega ao site procurando coisas simples, tarefas comuns do Photoshop que usuários médios não precisam, mas servem perfeitamente pra quem está começando. Vou tentar lembrar de vocês com maior frequência de postagens sobre o essencial de Photoshop.

Entre as principais alterações de camadas estão o modo de mesclagem, do qual já falamos bastante aqui, e a opacidade e preenchimento, ambas vastamente usada em nossos (e dos outros) tutoriais. Vamos ver então a diferença entre elas, pra que servem e como mudar a opacidade e preenchimento da camada no Photoshop.

Você já deve ter visto, ou ainda verá tutoriais com alguma instrução do tipo "altere a opacidade da camada para 50%". Isso significa que vamos reduzir o quanto aquela camada obscurece das camadas abaixo dela. Lembra do conceito de camadas no Photoshop? É como um monte de acetatos uns acima dos outros, para formar a imagem final, um velho "truque" da animação. Ao reduzir a opacidade da camada, é como se você transformasse um objeto opaco num acetato cada vez mais transparente.

O retrato do cotidiano americano por Norman Rockwell

Um dos artistas mais populares do século XX na América, Norman Rockwell é o mais lembrado por sua visão da cultura e do estilo de viver americano, com uma atmosfera nostálgica e idealista.

Nascido na Nova Iorque de 1894, começou a seguir sua vocação artística ao ser transferido no ensino médio para o Chase Art School, aos 14 anos. De lá, foi para a National Academy of Design e depois para o Art Students League, onde teve contato com grandes mestres da pintura e anatomia, incluindo Frank DuMond, um dos mais respeitados professores de arte do século.

Suas primeiras ilustrações foram para revistas, e aos 19 anos tornou-se editor de arte da Boy's Life, posto que manteve por três anos, período no qual produziu diversas capas. Seria o primeiro passo para, poucos anos depois, começar a ilustrar as capas da The Saturday Evening Post, o que faria pelas 4 décadas seguintes e onde tornou-se renomado.

Tutorial: como criar um planeta no Photoshop

Nesse tutorial vamos aprender a criar um planeta no Photoshop. Partindo desse modelo básico, você pode fazer ajustes e conseguir incontáveis outros, texturizados e com visual realista, graças a efeitos de atmosfera, iluminação de um ou mais sóis, e sombras próprias. O ideal é que você trabalhe com uma textura bem grande, já que ao passar por transformação ela perde um pouco da qualidade; quanto maior a textura, mais será minimizado esse efeito negativo. O resto é conseguido só com o próprio Photoshop - preenchimentos e camadas de iluminação vão definir a cor do seu planeta.

Para seguir o tutorial, é indicado que você tenha conhecimento prévio do básico das ferramentas, criação de seleções, uso de filtros, aplicação de camadas de ajuste, etc. Se for totalmente iniciante, recomendo que passe antes por um curso básico. Cursos online, apostilas e tutoriais de nível iniciante ajudam. Praticamente qualquer versão mais recente do Photoshop serve.

Vamos ao tutorial. Bons estudos!

Carros do cinema e TV em versão Transformers, de Darren Rawlings

Apesar de a maioria das adaptações para cinema envolvendo brinquedos e games ficarem uma bela porcaria (vejam coisas tipo aquele filme do Super Mario, Double Dragon e o mais recente sobre Lego, que não vi mas dizem ser uma droga), alguns passam no desafio. Um que eu achei bacana, apesar de bobinho, foi Transformers. Lembro que quando surgiram as primeiras menções sobre a gravação, tentei imaginar que tipo de insanidade criariam com os carrinhos que viram robô na tentativa de extrair um enredo - provavelmente outro filme disparatado e dispensável.

Mas a trama dos Decepticons x Autobots até que rendeu. O Camaro amarelo (o Bumblebee, nem pense na música!) ganhou popularidade. E foi brincando com a mistura de Transformers com cinema que o americano Darren Rawling criou uma série de ilustrações em que imaginou como seriam alguns famosos carros do cinema e TV em versões "bot".

Entre eles estão o Mach V do Speed Racer, o inesquecível furgão do Esquadrão Classe A (A-Team), o Delorean do De Volta para o Futuro e até o Ecto-1 (ou Ectomóvel), a viatura dos Caça-Fantasmas. Ideia muito boa, confira aí o resultado!

Frameworks para WordPress, download grátis e premium

Frameworks são temas "quase prontos", estruturas completas - ou deveriam ser - que podem ser moldadas conforme a necessidade por um programador e um designer. Geralmente contam com uma série de recursos prontos para uso, como shortcodes, códigos reutilizáveis e outros que trazem economia de tempo no desenvolvimento de temas. Devem ser usados como a "coluna" por trás de temas-filho, esses sim com as alterações que darão vida ao produto final. Se são uma estrutura completa, por que os chamei de quase prontos?

Porque são estilizados, e em alguns casos, programados de forma mínima, assim o usuário pode aplicar as adaptações que quiser da forma mais limpa possível. A grande vantagem é para quem gosta de ter tudo do seu jeito e conhece ao menos o básico de HTML, CSS, PHP, etc, e principalmente funções do WordPress. A "fundação" do tema - hierarquia de páginas, widgets, tipos de post, menus - estará lá, basta dar o "acabamento". Isso acelera muito o processo de criação, pois não será preciso reescrever códigos básicos desde o início.

94, 0,360.